Conecte-se conosco

Agenda

ABERTO | Reserva 35 oferece mais de dois mil rótulos de vinhos e destilados nacionais e importados de mais de 30 países

Publicado

em

Goiânia passa a contar, a partir de amanhã, dia 20, com a Reserva 35, uma sofisticada casa de vinhos e bebidas que terá mais de dois mil rótulos diferentes de vinhos, cerca de 100 marcas de gin e ainda um mix completo de destilados e espumantes nacionais e importados.

A adega comercializará queijos, defumados e pães, além de uma pequena mercearia. A Reserva 35 fica na Rua 1.137, nº 35, no Setor Marista, e os sócios Dyego Rocha, Filipe Lozzardo, Ibrahim Facuri e Rafael Lozzardo recebem os clientes das 9h às 19h.

Composta de dois ambientes – Adega, destinada à venda das bebidas e a experiência em compra de vinhos e destilados, e a Sala 2, para cursos, degustações e eventos – a Reserva 35 vai comercializar vinhos de mais de 30 países, como Argentina, África do Sul, Austrália, Chile, Estados Unidos, Espanha, Portugal, França, Alemanha, Brasil, Líbano, Itália, Eslovênia, Uruguai, Nova Zelândia e Israel, além de destilados produzidos na Escócia, Polônia, Rússia, Peru, Irlanda, Inglaterra, Japão e China, perfazendo um total superior a três mil variedades de rótulos disponíveis.

Apesar da grande oferta de vinhos importados, os produtos brasileiros terão um cantinho especial na Reserva 35, dizem os sócios, que estão, inclusive, em negociação com uma vinícola goiana, cujo resultado depende apenas da emissão do selo de qualidade expedida pelo Ministério da Agricultura para o fechamento do negócio. Outra novidade é que a Reserva 35 vai oferecer não apenas vinhos como produtos derivados da uva, mas também grapas, licores e destilados de diversas variedades feitos a partir de outros tipos de fruta. Na adega, o preço dos vinhos varia de R$ 14,90 a R$ 7,9 mil, o que comprova que as bebidas estão acessíveis a todos os tipos de bolso, e também há um showroom, onde o cliente pode escolher o vinho em “cardápio” que é entregue em domicílio em até 24 horas.

Na Reserva 35, os clientes terão à disposição cinco sommeliers apaixonados por vinhos que estudam há vários anos sobre a enologia, com destaque para Aguinaldo Antônio de Freitas Júnior, que entre várias graduações, possui formação pelo W-Set, a Wine & Spirit Education Trust, sediada em Londres, no Reino Unido, e considerada uma das maiores instituições sobre o ensino de vinhos no mundo. Na Reserva 35, de acordo com os sócios, todos os amantes de vinhos, em especial o público acima de 30 anos de classe A com bom gosto que procuram uma boa experiência em compra de vinhos vão se sentir em casa.

Os clientes também encontrarão na Reserva 35 uma bancada de degustação de queijos artesanais finos e de pães de fermentação natural, que ultrapassam os 45 itens. São desde queijos da Serra da Canastra aos oriundos da Suíça e da Itália, bem como embutidos, que deverão ser harmonizados com os melhores vinhos, além de molhos.

Estrutura

A Reserva 35 tem projeto arquitetônico de Fernanda Abreu, da Ideia + e a obra foi executada pela Marques Engenharia, que projetaram e edificaram um espaço de 600 metros quadrados – dos quais apenas 215 metros quadrados são utilizados. Aos clientes, a loja oferece dois ambientes, estacionamento próprio com sete vagas simultâneas, além das disponíveis nas ruas, quatro toilettes acessíveis, sendo um para portadores de necessidades especiais (PNEs), segurança, e acessibilidade 100% para idosos e PNEs por rampas, sem contar que os corredores têm distância entre si de um metro linear, para facilitar a locomoção de cadeirantes. Ao todo, a Reserva 35 conta com 16 colaboradores diretos.

Para adquirir os produtos, os clientes poderão solicitá-los por meio do site, e vão receber as bebidas e demais itens via delivery. As vendas também serão feitas por meio do Instagram e do Whatsapp, para pagamento via link, cartão de crédito e dinheiro, mas os que preferirem ir à Reserva 35 presencialmente vão encontrar um ambiente muito agradável e confortável, com boa música e atendimento qualificado. Afinal, como dizem os sócios, o diferencial da adega é o bom atendimento aliado à boa qualidade dos produtos com preços justos e acessíveis a todas as classes.

A Reserva 35 somente adquire vinhos de importadoras credenciadas e reconhecidas nacionalmente, que invariavelmente adquirem as bebidas de vinícolas e destilarias que já têm o absoluto controle de qualidade de origem. A adega também exige nota fiscal de todos os produtos e conta com um time de sommeliers e fiscais que confirmam a autenticidade dos produtos que entram no estoque da loja. Além disso, a Reserva 35 possui mais de 400 produtos que não são encontrados em outras adegas de Goiânia, para que o público possa ter novas opções em vinhos e destilados não tão conhecidos ou mesmo ainda desconhecidos. Há, ainda, uma série de alternativas em bebidas orgânicas, muitas inclusive sem álcool para atender os amantes de vinhos que não possam consumir álcool ou às mulheres gestantes.

E, para as festas de fim de ano, a Reserva 35 já está com um estoque de espumantes e vinhos reforçado. Em dezembro, a Reserva 35 também vai lançar seus kits de Natal e Ano Novo, bem como disponibilizar seu espaço de eventos para confraternizações, degustações e eventos corporativos de fim ano, sempre seguindo os protocolos sanitários exigidos pelas autoridades de saúde devido à pandemia do Covid-19.

Instagram: @reserva.35

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agenda

Sancionado por Covas às vésperas da eleição, auxílio de R$ 100 não começou

Publicado

em

Por

Nenhum trabalhador recebeu o auxílio emergencial paulistano de R$ 100 até agora, segundo a Prefeitura de São Paulo. Ainda há uma série de regras indefinidas, como a previsão de datas de pagamento, a forma como o dinheiro será depositado e quantas pessoas terão direito a ele

Continue Lendo

Agenda

SAÚDE NA PANDEMIA | Chás para desinchar e desintoxicar: teoria faz sentido, mas qual o limite recomendado?

Publicado

em

Por

De uns tempos para cá, esse tipo de produto virou figurinha carimbada nas redes sociais de blogueiras, lojas de produtos naturais e até mesmo nos supermercados. E a promessa é tentadora: basta tomar a mistura de ervas para ficar com a silhueta mais fina. De acordo com especialistas, é preciso cautela antes de acreditar cegamente nas promessas da bebida. “Muitas plantas podem de fato ajudar a desinchar, pois têm ação diurética”, afirma a nutricionista e fitoterapeuta Vanderli Marchiori, fundadora da Associação Paulista de Fitoterapia. “Alguns fitoquímicos contam com propriedade anti-inflamatória, o que também ajuda nesse caso, já que normalmente o acúmulo de líquidos está relaciona um estado inflamatório em alguma parte do corpo”, acrescenta a nutricionista Lícia D´Ávila, que fez curso de iniciação em fitoterapia na USP (Universidade de São Paulo)..

Entretanto, a concentração dessas substâncias nas infusões não é muito grande e, por isso, não é possível esperar resultados muito intensos, principalmente se pessoa tiver quadros que levem a um inchaço mais acentuado, alterações hormonais ou no funcionamento dos rins, por exemplo.

Sem falar que o consumo desses chás em excesso pode desencadear problemas. “A produção de urina em grande quantidade pode provocar desidratação e perda de eletrólitos no organismo, como potássio e sódio, acarretando em alterações na contração muscular, tontura, sensação de fraqueza e até desmaio”, alerta a nutricionista Clarissa Hiwatashi Fujiwara, membro do Departamento de Nutrição da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica) e coordenadora de nutrição da Liga de Obesidade Infantil do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Além disso, quem tem tendência à pressão baixa deve ter um cuidado redobrado, pois a bebida pode causar a piora do quadro. “O mesmo vale para quem tem histórico de problemas cardíacos ou renais, pois a cafeína em abundância presente em alguns chás, como o verde e o mate, não é indicado nesses casos”, acrescenta D´Ávila. De acordo com Marchiori, o ideal é tomar no mínimo 300 mililitros e no máximo 1 litro por dia.

Continue Lendo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com