Conecte-se conosco

Capital

Andrey Azeredo manda recado para Francisco Júnior: “não existem projetos para o futuro renegando experiências do passado”

Vereador de Goiânia pelo MDB, Andrey chama de oportunismo a discussão lançada pelo deputado federal e pré-candidato à Prefeitura de Goiânia, que chamou de improviso a gestão do atual prefeito Iris Rezende. Francisco Júnior foi secretário de Iris durante o 2º mandato do emedebista, entre 2005 e 2008

Publicado

em

O vereador de Goiânia Andrey Azeredo (MDB) usou a sua conta do Twitter para mandar um recado ao pré-candidato a prefeito de Goiânia pelo PSD, deputado federal Francisco Júnior. Andrey questiona a atitude do deputado, que chamou de improvisada a gestão de Iris Rezende à frente do executivo municipal. Segundo o emedebista, não existe projeto para o futuro renegando as experiências do passado.

Andrey lembrou que Francisco Júnior foi secretário do prefeito Iris Rezende durante o segundo mandato do decano emedebista (2005-2008) e que coube ao deputado a coordenação do último plano diretor da cidade, aprovado em 2007. “Aquele mesmo plano diretor foi uma das bandeiras que elegeu Francisco Júnior vereador pela base irista”, lembra o vereador.

Azeredo disse lamentar que o deputado Francisco Júnior tenha ficado tanto tempo fora e que volte agora, com motivação eminentemente eleitoral, para criticar as gestões dos últimos 15 em Goiânia. “Lamento que a ingratidão seja o pano de fundo de suas movimentações para 2020”, disse o vereador diretamente ao deputado.

“Posso dizer que, como homem público, vivo Goiânia há mais de 15 anos. Reconheço os avanços e tenho bom senso para admitir as dificuldades que precisam ser contornadas. Trabalho por melhorias e oportunidades para todos. Discuto e procuro soluções para os problemas”, disse Andrey.

O vereador fez um balanço da gestão Iris Rezende, lembrou as dificuldades encontradas e o grande volume de obras lançadas na Capital e aconselhou Francisco Júnior: “não se deve subestimar o eleitor. A atual gestão tem tocado grandes obras, como na área da mobilidade. Desconsiderar iniciativas como o viaduto da avenida Jamel Cecílio, ou a trincheira da avenida 90, onde passará o BRT, é se pautar por um viés oposicionista por mero oportunismo”, encerrou.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Capital

Depois de Ronaldo Caiado, presidente regional do PP, Alexandre Baldy, admite apoio a uma eventual candidatura à reeleição de Iris Rezende

Declaração foi dada à Rádio Sagres, durante entrevista na manhã desta segunda-feira, 11/11. Segundo o pepista, caso Vanderlan Cardoso opte por não sair candidato, o partido deve apoiar a reeleição de Iris Rezende em Goiânia. O emedebista, no entanto, tem evitado falar sobre política e sustentado que o momento é de dar andamento às obras na capital

Publicado

em

Por

O presidente regional do PP em Goiás, Alexandre Baldy, secretário de Transportes do Estado de São Paulo,  admitiu à Rádio Sagres 730, nesta segunda-feira, 11/11, que seu partido pode dar apoio à candidatura à reeleição do prefeito Iris Rezende (MDB) em Goiânia. Baldy ressalvou que há a possibilidade de o senador Vanderlan Cardoso disputar a prefeitura de Goiânia, mas observou que caso ele não confirme sua candidatura, o partido tende a apoiar Iris. O governador Ronaldo Caiado (DEM) quer apoiar Iris e o PP está alinhado ao governo.

Na manhã do último sábado, durante o lançamento das obras de expansão da rede de esgotamento sanitário da região Noroeste de Goiânia, o governador Ronaldo Caiado manifestou veemente apoio a uma possível candidatura de Iris Rezende à reeleição no ano que vem. Segundo Caiado, o sentimento do povo é que Iris continue governando Goiânia e que espera que isso aconteça para continuar a parceria firmada entre Estado e Prefeitura para levar obras à população da capital.

Iris Rezende, no entanto, tem evitado falar em reeleição e diz que o tempo é de focar na realização de obras e atendimento das demandas da população. O emedebista lançou, nos últimos meses, o maior volume de obras da história de Goiânia, investimentos que devem atingir R$ 1,4 bilhão até o fim do atual mandato, em 2020.

Continue Lendo

Capital

Prefeito Iris Rezende lança obras de saneamento de R$ 17 milhões para Região Noroeste de Goiânia

Publicado

em

Por

O prefeito Iris Rezende e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, assinaram na manhã deste sábado, 9/11, ordem de serviço para início das obras de construção do sistema de esgotamento sanitário no Jardim Nova Esperança e mais sete bairros da região Noroeste da capital.

Além de secretários das duas esferas de governo, o presidente da Saneamento de Goiás S/A – Saneago, Ricardo Soavinski, também participou do evento.

Ao custo de R$ 17,9 milhões, o projeto de ampliação do sistema de esgotamento sanitário de Goiânia, numa extensão de quase 130 km, vai levar a captação de esgoto a 35 mil moradores dos setores Jardim Nova Esperança, Setor Cândida de Moraes, Santos Dumont, Parque Industrial Paulista, Jardim Clarissa, Vila Regina, além de parte do Jardim Petrópolis e do Residencial 14 Bis. O prazo previsto para conclusão das obras é de 18 meses.

O governador Ronaldo Caiado fez questão de enaltecer a parceria estabelecida entre o Estado e a Prefeitura de Goiânia para levar benefícios a toda população da capital. De acordo com Caiado, a diferença entre essa parceria entre ele e o prefeito Iris Rezende é que os compromissos são levados a sério e a entrega dos serviços públicos aos moradores é consequência dessa responsabilidade que ambos têm com o povo de Goiânia e de Goiás.

“A obra de ampliação do sistema de esgoto sanitário desta região está prometida há muitos anos, mas não saía do papel. A diferença de agora, é que eu e o prefeito Iris, nessa parceria entre Estado e Prefeitura, damos cumprimento às obras. E não é só conversa não. O presidente da Saneago já está aqui com as máquinas e esse trabalho será iniciado a partir de hoje”, frisou.

Iris Rezende lembrou que sempre teve uma preocupação muito grande com a região Noroeste, composta por bairros que surgiram a partir de 1983, quando ele era governador do Estado, e que tem atuado para levar benefícios aos moradores daquela localidade. Para o prefeito de Goiânia, o gesto do governador Ronaldo Caiado, de levar adiante o projeto de expansão do sistema de esgotamento sanitário da região, merece reconhecimento, pois vai beneficiar sobremaneira uma população composta por milhares de pessoas.

“Há mais de 30 anos, quando eu ainda era governador do Estado, construímos uma estação de tratamento de esgoto na região para atender toda essa população. De lá pra cá, não se fez mais nada. Foi preciso que Ronaldo Caiado assumisse o governo, sensível como ele tem sido, para entender que esta parte de Goiânia está a merecer do governo estadual, na área do saneamento, ações urgentes. De forma que vi com muita alegria esse gesto do governo do Estado para com a nossa população”, pontuou.

De acordo com Ricardo Soavinski, para minimizar os transtornos gerados aos moradores da região, a Saneago fará a execução das obras em uma quadra por vez. Somente depois de realizadas a escavação, a montagem da tubulação, o reaterro e a recuperação do asfalto ou da calçada, é que as equipes seguirão para a quadra seguinte.

“Após a implantação da rede, é importante que a população aguarde a notificação formal da companhia para fazer a interligação ao sistema. A previsão é que a liberação para o uso ocorra até o final do primeiro semestre de 2021. Até lá, os moradores deverão permanecer utilizando os sistemas individuais”, adverte.

Atualmente, segundo dados do consórcio Diefra/ESSA, responsável pelos estudos e elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico de Goiânia, aprovado em maio último, cerca de 75% da população de Goiânia é atendida pelo serviço de coleta de esgoto. Aproximadamente 64 milhões de metros cúbicos de rejeitos são coletados anualmente pelas redes de captação existentes na capital.

De acordo com as metas e diretrizes estabelecidas pelo PSMB, o objetivo é atingir a universalização dos serviços, ou seja, contemplar 100% das moradias e comércios de Goiânia com a captação e tratamento do esgoto sanitário, num prazo máximo de 20 anos.

Cloves Reges, da Diretoria de Jornalismo

Continue Lendo