Conecte-se conosco

Brasil

Após receber alta do hospital, Bolsonaro chega a Brasília e segue agenda de ataques contra imprensa

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro deixou o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, na tarde de segunda-feira (16) às 14h58, depois de receber alta. A movimentação para a saída da comitiva presidencial do hospital começou por volta das 14h.

Ao desembarcar em Brasília, o presidente usou de sua conta no Twitter para atacar órgão de imprensa.

Bolsonaro não gostou da matéria que insinua nova Reforma Ministerial, que poderia estar em debate entre congressistas

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Maia sobre denúncia contra Greenwald: “Jornalismo não é crime”

Publicado

em

Por

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), publicou em sua conta do Twitter que a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o jornalista Glenn Greenwald, é um “ataque à liberdade de imprensa”.

“A denúncia contra o jornalista @ggreenwald é uma ameaça à liberdade de imprensa. Jornalismo não é crime. Sem jornalismo livre não há democracia”, disse o presidente da Casa.
O MPF em Brasília denunciou o jornalista Glenn Greenwald e mais seis pessoas pelo crime de invasão de celulares de autoridades brasileiras. Entre os demais denunciados estão os hackers que são investigados pela Operação Spoofing por terem cedido ao The Intercept os diálogos realizados entre o ex-juiz Sergio Moro e membros da Operação Lava Jato que deram origem ao escândalo chamado de Vaza Jato.

Em nota divulgada nesta terça-feira (21), o MPF ainda afirma que não haveria um problema em o jornalista Glenn Greenwald publicar as mensagens obtidas pelos hackers. O problema neste caso, segundo o MPF, foi Glenn ter tentado ajudar os hackers para tentar dificultar as investigações sobre a invasão dos celulares. Veja o que o MPF diz sobre essa questão da liberdade de imprensa:

“Quando um jornalista recebe informações que são produtos de uma atividade ilícita e age para torná-las públicas, sem que tenha participado na obtenção do conteúdo ilegal, cumpre seu dever jornalístico. No entanto, os diálogos demonstraram que Glenn Greenwald foi além ao indicar ações para dificultar as investigações e reduzir a possibilidade de responsabilização penal.”

O documento do MPF também revela o esquema de atuação dos seis hackers que foram denunciados junto com Glenn, de acordo com a apuração do Ministério Público Federal. Entenda o esquema desenhado pelo MPF:

“Walter Delgatti Netto e Thiago Eliezer Martins Santos atuavam como mentores e líderes do grupo. Danilo Cristiano Marques era “testa-de-ferro” de Walter, proporcionando meios materiais para que o líder executasse os crimes. Gustavo Henrique Elias Santos era programador, desenvolveu técnicas que permitiram a invasão do Telegram e perpetrava fraudes bancárias. Suelen Oliveira, esposa de Gustavo, agia como laranja e “recrutava” nomes para participarem das falcatruas.

E, por fim, Luiz Molição invadia terminais informáticos, aconselhava Walter sobre condutas que deveriam ser adotadas e foi porta-voz do grupo nas conversas com Greenwald”.

Continue Lendo

Brasil

VOCÊ SABIA? | Regina Duarte disse ser favorável ao fim do Ministério da Cultura e apoiou Michel Temer

Publicado

em

Por

A atriz Regina Duarte já foi militante de Michel Temer e pediu o fim do Ministério da Cultura em 2016.

No intuito de provocar reflexão da sociedade, e mostrar o outro lado da notícia, o GOYAZ réplica matéria do jornal O Globo, publicada em 2016

RIO — Enquanto grande parte da classe artística vocifera, indignada, contra o fim do MinC , Regina Duarte se lança no caminho oposto.

Em resposta a um artigo publicado nesta quinta-feira no jornal “Folha de São Paulo”, no qual Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc SP, defende que “sem pasta própria, Cultura vai permanecer em coma”, a atriz de 69 anos criticou o “auto-engano de achar que a Cultura pode se safar do desconserto geral que nos abateu”, escreveu no Instagram. Há poucos dias, na mesma rede social, a veterana declarou seu apoio a Michel Temer. Leia o comentário na íntegra:

“Se o país está ‘em coma’, não entendo a insistência no auto-engano de achar que a Cultura pode se safar, sadia, do desconserto geral que nos abateu . Na teoria ( linda!) a prática é outra (dolorida). Sou a favor da ideia de manter a Cultura internada no ‘Hospital’ da Educação. Depois da possibilidade de ‘alta’, vamos ver o que pode ser melhor pra ela e pra todos nós , brasileiros” Regina Duarte

Com a extinção do Ministério da Cultura, numa das mudanças promovidas pelo governo de Michel Temer, a pasta ficou vinculada ao Ministério da Educação (MEC). Nesta quarta-feira, Marcelo Calero foi anunciado como o novo secretário nacional de Cultura . Artistas ouvidos pelo GLOBO sobre o nome de Calero, reagiram entre desconhecimento e críticas . As recusas de várias mulheres sondadas para a Secretaria renderam desgaste ao governo interino, ironia e memes

Continue Lendo