Conecte-se conosco

Agenda

As saídas para superar a tristeza e depressão durante o isolamento social

Publicado

em

TERAPIA A DISTÂNCIA

“A última vez que saí de casa foi em 13 de março. Depois disso, percebi que as coisas estavam graves e decidi me isolar. O confinamento me deu uma crise de ansiedade tremenda. Sentia falta de ar. Reagi. Recorri a acompanhamento remoto e pausas para tomar sol. Quando noto que estou começando a ficar nervosa, paro o que estou fazendo e respiro profundamente.”

Um dia, quando formos levados a definir os primeiros meses de 2020, e pudermos ir para muito além de nossas janelas, haverá uma marca incontornável: o isolamento social e, a partir dele, a sensação de tristeza associada ao fechamento compulsório dentro de casa. Há, evidentemente, momentos de alegria e relaxamento com os filhos, com os pais, nas conversas por meio de aplicativos de videoconferência, há as maratonas de séries na televisão, até o intenso trabalho a distância pode ser agradável — mas paira no ar a percepção, nem sempre palpável, de que algo saiu de linha com a saúde mental. É preocupação que agora, com a quarentena em pleno curso, começa a ser medida. Um recente levantamento realizado pela Associação Americana de Psiquiatria mostrou que 36% dos cidadãos nos Estados Unidos sofreram impactos, na forma de prostração severa e depressão, em decorrência do atual confinamento provocado pelo surto de Covid-19 — quadro só comparável ao dos dias e semanas posteriores aos ataques do 11 de Setembro. No Brasil, o desconforto pode ser aferido pelo aumento das consultas virtuais com psicólogos e psicanalistas. O recurso eletrônico, deflagrado em 2018, ganhou tração com atendimentos feitos por Whats­App, Skype, FaceTime, Zoom etc. Desde o início de março a quantidade de profissionais cadastrados pelos conselhos da categoria e autorizados a atender a distância dobrou — já são quase 90 000. Na plataforma Psicologia Viva, de orientação virtual, com cerca de 4 000 profissionais registrados, o número de atendimentos quadruplicou durante a pandemia. Nos meses de março e abril, o termo “psicólogo on-line” bateu recorde de consultas no Google.

Pamela Magalhães, psicóloga

DIVÃ VIRTUAL

“Atendo diariamente das 7 horas da manhã às 7 da noite, por vídeo. Percebo que estão todos mais ansiosos. Vivemos uma revolução comportamental compulsória. Mas lembro aos meus pacientes que a dificuldade é transitória.”

A falta de perspectiva — até quando? — dissemina o incômodo, sobretudo entre os mais propensos a dificuldades, com histórico anterior de desequilíbrio. “A quarentena é composta de fases”, diz o psicólogo Artur Scarpato. “No começo há um otimismo maior, mas com o passar das semanas cresce o sentimento de aprisionamento e de ameaça.” Não é o caso de diluir a indizível agonia de quem sofre com o apartamento, mas pesquisas sobejamente aceitas demonstram que seis em cada dez pessoas desafiam o corte abrupto e experimentam ótimas saídas cerebrais — embora, ressalve-se, diversos trabalhos comportamentais já tenham apontado os danos da falta de relação social (uma experiência publicada em 2015 pelo reputado Departamento de Psicologia da Universidade Brigham Young, de Utah, nos Estados Unidos, mostrou que o risco de morte entre os que vivem muito sós cresce 32% em relação aos mais sociáveis, dado comumente comparado ao da obesidade).

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agenda

IMPERDÍVEL LIVE | É hoje galera, Hélio Bentes com Ponto de Equilíbrio, D2 e mais. Com horários e links para assistir

Publicado

em

Por

Na onda das lives, o bastidor virou o show. Casas de músicos são os palcos possíveis no isolamento para conter o coronavírus. 

Lives hoje e como assistir às lives:

  • Mateus e Cristiano – 18h – Link
  • Teresa Cristina (Em Casa com Sesc) – 19h – Link
  • Marcelo D2 (Multishow) – 20h – Link
  • Mano Walter – “Arraiá do Mano” – 20h – Link
  • Thiago e Graciano – 20h – Link
  • Ponto de Equilíbrio – 21h – Link
  • Rashid (Cultura em Casa) – 21h30 – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link
Continue Lendo

Agenda

Fogaça fecha restaurante e demite 200 “O Shopping explora, suga tudo, é sócio com 8%” lamenta

Publicado

em

Por

O chef Henrique Fogaça participou de uma conversa no Canal do Datena, mantido por José Luiz Datena no Youtube.

No bate-papo, do qual também participou o cantor Lobão, ele revelou que precisou fechar o seu restaurante em um shopping no Rio de Janeiro por causa da pandemia do novo coronavírus.

O estabelecimento estava instalado no Shopping Village Mall, na Barra da Tijuca. “Um mês você segura; dois meses você vai pro buraco”, afirmou o jurado do Masterchef, da Band. Além disso, ele também contou que precisou demitir 200 funcionários dos três estabelecimentos pertencentes a ele — Fogaça ainda tem mais dois restaurantes em São Paulo. O prejuízo estimado por ele por conta do fechamento dos bares e restaurantes é de R$ 500 mil. “Só nesses quatro meses, estamos com meio milhão de prejuízo. É complicado: o shopping é tipo um sócio seu, participa com 8% de faturamento do grupo, tem que pagar ajuda de fundo, etc. Shopping explora e suga tudo”,

Continue Lendo