Conecte-se conosco

Brasil

Bolsonaro acusa índios de trocarem madeira por ‘uma Coca-Cola, uma cerveja’

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) dedicou toda a sua live nesta quinta-feira (19) para falar sobre a exportação ilegal de madeira, vinculando o crime ao desmatamento na Amazônia, e acusar índios de “tora de madeira por uma Coca-Cola, uma cerveja” sem mostrar provas.

Para a transmissão de hoje, Bolsonaro chamou o ministro da Justiça, André Mendonça, e o superintendente da Polícia Federal no Amazonas, delegado Alexandre Saraiva, que engrossaram o discurso do presidente contra empresas do exterior que, segundo o presidente e seus aliados, são receptoras de madeira ilegal.

O presidente não falou sobre o resultado das eleições municipais, no último domingo (15), depois de ter feito intensa campanha para prefeitos e vereadores nas últimas semanas. Ainda há candidatos apoiados pelo presidente na disputa do segundo turno em algumas cidades, como Marcelo Crivella (Republicanos), no Rio de Janeiro, e Capitão Wagner (Pros), em Fortaleza.

Bolsonaro preferiu tratar apenas do tema ambiental nesta quinta-feira. Primeiro, ele criticou um projeto britânico que, segundo ele, torna ilegal o uso de commodities por empresas que importem material de países que realizam desmatamento. “É um grande jogo econômico para nos atingir, porque somos uma potência do agronegócio. Eles querem diminuir a concorrência nossa, facilitando outros comércios”, disse o presidente.

Apesar de admitir que existe desmatamento ilegal no país, Bolsonaro disse que as críticas são “potencializadas”. Em seguida, perguntou a Alexandre Saraiva se existe casos de “índios trocando uma tora de madeira por uma Coca-Cola, uma cerveja”.

O delegado da PF respondeu que “já aconteceu da madeira em terra indígena ser negociada por valores pífios”, mas não entrou em mais detalhes, dizendo que a grande causa do desmatamento é a “falha em processos administrativos gerados que vêm lá de 2010”.

Na sequência, apoiado por Saraiva e Mendonça, Bolsonaro afirmou que madeiras nobres do Brasil são vendidas na Europa por valor muito abaixo do que valem. “Há uma desproporção do valor real do nosso ipê e o valor negociado no exterior. Isso é decorrente de fraude”, disse o delegado da PF.

Bolsonaro não revela nome de empresas que importam madeira ilegal

Por algumas vezes, Bolsonaro disse na transmissão que o governo não estava acusando ou criminalizando os países que são destino de madeira ilegal, mas sim as empresas que faziam esse tipo de compra. Apesar da afirmação, ele não citou o nome nem das empresas e nem os países envolvidos nesse cenário.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Alexandre de Moraes segue Gilmar e Toffoli e vota para liberar reeleição de Alcolumbre e de Rodrigo Maia

Publicado

em

Por

Os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), apresentaram nesta sexta-feira votos que autorizam a reeleição dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). O relator do caso, Gilmar Mendes, defendeu que só poderá haver reeleição para o comando das duas Casas apenas uma vez – mas que a regra passe a ser aplicada a partir da próxima legislatura.  Os votos de Gilmar e Toffoli foram apresentados de madrugada. Alexandre votou na manhã desta sexta.

O ministro escreveu que “o limite de uma única reeleição ou recondução deve orientar a formação das Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal a partir da próxima legislatura, resguardando-se, para aquela que se encontra em curso, a possibilidade de reeleição ou recondução, inclusive para o mesmo cargo”.

Continue Lendo

Brasil

Protegido: Para conter avanço da Covid, governo de Minas Gerais proíbe abertura de bares, fecha Savassi e vida noturna na capital

Publicado

em

Por

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Continue Lendo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com