Conecte-se conosco

Brasil

Bolsonaro pede a Deus ‘comunista’ fora do Maranhão e Flávio Dino rebate

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é frequentemente acusado de estar com a cabeça nas eleições de 2022. Nesta terça-feira (27), o presidente deu novamente sinais de que o próximo pleito presidencial o preocupa.

Aos seus apoiadores no Palácio do Alvorada, Bolsonaro pediu a Deus para que o PC do B seja retirado do governo do Maranhão, sem citar nominalmente o governador Flávio Dino.

Dino é visto como um dos nomes mais promissores do campo da esquerda progressista do país. Ele é especulado até como um possível candidato ao Planalto em 2022.

Bolsonaro falou em “comunismo” para criticar a gestão de Dino no Estado. “Tem que tirar o PCdoB de lá, cara, pelo amor de Deus. Só aqui no Brasil mesmo, comunista falando que é democrático”, criticou o presidente.

Prontamente, Dino usou uma rede social para rebater às críticas de Bolsonaro.

“Em vez de vir cuidar de trabalho sério, que o governo federal deve fazer imediatamente, Bolsonaro diz que vem ao Maranhão para esse tipo de agenda: agressões e campanha eleitoral. Tudo com dinheiro público”, ressaltou o governador maranhense.

https://twitter.com/flaviodino/status/1321135132565274627?s=21

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Protegido: EXTRA | Bolsonaro não repassa verbas para combate ao COVID-19 e hospitais, médicos e pacientes ficam sem alimentos e insumos

Publicado

em

Por

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Continue Lendo

Brasil

Ministro do STF vota para governo divulgar plano de vacinação em 30 dias

Publicado

em

Por

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski votou para obrigar o governo a federal apresentar um plano de vacinação em 30 dias. No voto, divulgado hoje, ele afirmou que a estratégia deve contemplar a “aquisição e distribuição universal de todas as vacinas disponíveis no mercado interno e internacional, comprovadamente eficazes e seguras”. O ministro defendeu ainda que o plano seja atualizado a cada 30 dias e que seja enviado ao Congresso Nacional.

Lewandowski disse que critérios “políticos, partidários ou ideológicos” não podem ser usados para rejeitar imunizantes. Estado brasileiro não pode pautar-se por critérios políticos, partidários ou ideológicos para escolher ou rejeitar determinadas vacinas e respectivos insumos, nem discriminá-las com base apenas em sua origem”

O ministro votou em ações dos partidos Rede e PC do B exigem que o governo federal seja obrigado a colaborar com o desenvolvimento de toda e qualquer vacina contra a covid-19 em pesquisa no país…. – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/11/24/ministro-do-stf-vota-para-governo-divulgar-plano-de-vacinacao-em-30-dias.htm?uol_app=uolnoticias&cmpid=copiaecola

Continue Lendo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com