Conecte-se conosco

Agenda

BRASIL LÍDER | Richarlison usa gol para pedir atenção com apagão no Amapá: “povo sofrendo”

Publicado

em

De cabeça, Richarlison marcou o segundo gol do Brasil na vitória contra o Uruguai por 2 a 0 hoje, pela quarta rodada das Eliminatórias. Depois do confronto, o atacante aproveitou a entrevista na zona mista virtual organizada pela CBF para pedir providências das autoridades em relação ao Amapá, que já enfrenta duas semanas de apagão e instabilidade de energia elétrica. “Queria dedicar esse gol a todas as pessoas do Amapá, sofrendo muito esses dias. Como cidadão brasileiro peço que as autoridades se pronunciem, o povo está sofrendo e poderiam dar atenção a mais. Peço que possam olhar com carinho, são cidadãos de bem, estão lutando. Imposto é muito caro, comida é muito cara”

Richarlison foi protagonista também no lance da expulsão de Cavani – o uruguaio acabou pisando em seu tornozelo. O camisa 7 da seleção, entretanto, não viu maldade na entrada do adversário.

“Acho que foi uma disputa de bola, claro que ele foi por cima do meu pé, se estivesse preso no chão poderia até ter quebrado meu tornozelo, mas foi não na maldade. Ele errou o bote, lance normal de jogo”. Com a vitória, o Brasil encerra sua participação nas Eliminatórias em 2020 com 100% de aproveitamento, quatro vitórias em quatro confrontos. A seleção volta a atuar na caminhada rumo à Copa do Qatar em 2022 em março, com jogos contra Colômbia e Argentina.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agenda

Sancionado por Covas às vésperas da eleição, auxílio de R$ 100 não começou

Publicado

em

Por

Nenhum trabalhador recebeu o auxílio emergencial paulistano de R$ 100 até agora, segundo a Prefeitura de São Paulo. Ainda há uma série de regras indefinidas, como a previsão de datas de pagamento, a forma como o dinheiro será depositado e quantas pessoas terão direito a ele

Continue Lendo

Agenda

SAÚDE NA PANDEMIA | Chás para desinchar e desintoxicar: teoria faz sentido, mas qual o limite recomendado?

Publicado

em

Por

De uns tempos para cá, esse tipo de produto virou figurinha carimbada nas redes sociais de blogueiras, lojas de produtos naturais e até mesmo nos supermercados. E a promessa é tentadora: basta tomar a mistura de ervas para ficar com a silhueta mais fina. De acordo com especialistas, é preciso cautela antes de acreditar cegamente nas promessas da bebida. “Muitas plantas podem de fato ajudar a desinchar, pois têm ação diurética”, afirma a nutricionista e fitoterapeuta Vanderli Marchiori, fundadora da Associação Paulista de Fitoterapia. “Alguns fitoquímicos contam com propriedade anti-inflamatória, o que também ajuda nesse caso, já que normalmente o acúmulo de líquidos está relaciona um estado inflamatório em alguma parte do corpo”, acrescenta a nutricionista Lícia D´Ávila, que fez curso de iniciação em fitoterapia na USP (Universidade de São Paulo)..

Entretanto, a concentração dessas substâncias nas infusões não é muito grande e, por isso, não é possível esperar resultados muito intensos, principalmente se pessoa tiver quadros que levem a um inchaço mais acentuado, alterações hormonais ou no funcionamento dos rins, por exemplo.

Sem falar que o consumo desses chás em excesso pode desencadear problemas. “A produção de urina em grande quantidade pode provocar desidratação e perda de eletrólitos no organismo, como potássio e sódio, acarretando em alterações na contração muscular, tontura, sensação de fraqueza e até desmaio”, alerta a nutricionista Clarissa Hiwatashi Fujiwara, membro do Departamento de Nutrição da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica) e coordenadora de nutrição da Liga de Obesidade Infantil do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Além disso, quem tem tendência à pressão baixa deve ter um cuidado redobrado, pois a bebida pode causar a piora do quadro. “O mesmo vale para quem tem histórico de problemas cardíacos ou renais, pois a cafeína em abundância presente em alguns chás, como o verde e o mate, não é indicado nesses casos”, acrescenta D´Ávila. De acordo com Marchiori, o ideal é tomar no mínimo 300 mililitros e no máximo 1 litro por dia.

Continue Lendo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com