Conecte-se conosco

Estado

Caiado diz que governo pode economizar R$ 2 bilhões em quatro anos com gestão responsável

Governador fez esta afirmação durante programa das rádios RBC AM e FM e rede com dezenas de emissoras do interior do Estado

Publicado

em

O governador Ronaldo Caiado estimou que, ao longo dos quatro anos de seu mandato, o governo deve economizar em torno de R$ 2 bilhões, “uma economia real para o bolso dos goianos”, somente com a gestão mais responsável dos recursos públicos. A estimativa foi feita durante entrevista concedida esta sexta-feira, 4, ao programa Fala Goiás em Rede, transmitido pelas rádios Brasil Central AM e RBC FM com um pool emissoras do interior do Estado. O governador falou sobre o tema em resposta à pergunta da repórter da TV Brasil Central, Kamylla Rodrigues.

O Fala Goiás em Rede foi apresentado por Josiel Meneses, Viviane Gontijo e Débora Orsida. O programa foi retransmitido ao vivo por uma cadeia de 33 rádios da capital e do interior do Estado, e retransmitido em outros horários por outras 11 emissoras. Caiado acrescentou na entrevista que, somente com a reforma administrativa, deverá economizar R$ 422 milhões em quatro anos.

Com a centralização e renegociação de compras governamentais, somente com revisão de contratos, foi possível economizar outros R$ 50 milhões. Também foram adotadas medidas saneadoras em aluguéis de prédios públicos. E uma conferência rígida na rubrica diárias, foi possível reduzir R$ 14.7 milhões no primeiro semestre deste ano. Os recursos economizados, declarou, serão aplicados principalmente nas áreas da saúde (na instalação de policlínicas em cidades do interior) e na educação.

UEG
O governador falou sobre a nomeação, como reitor interino da UEG, do procurador do Estado Rafael Borges. Ele respondeu o questionamento do professor Marcelo Costa, da TV UEG, sobre o futuro da instituição de ensino superior. “Não vamos fechar nenhuma sala de aula”, reiterou Caiado. Disse ainda que o objetivo é tornar a UEG uma universidade voltada para a formação e qualificação dos jovens, e não um espaço para utilização político-partidária. Confirmou a realização do vestibular 2020,com a oferta de 3.800 vagas para seus cursos. “Vamos redesenhar a UEG”, defendeu.

Aniversário
Sobre a recente comemoração de seus 70 anos de idade, Ronaldo Caiado disse ao editor-chefe do Goiás em Rede, Cláudio Vincie, o governador contou que recebeu uma peça de um escultor de Silvânia, uma mula carregada com duas bruacas. Essas bruacas, segundo o artista, representavam a esperança do povo de Goiás depositada nele. Ele se disse com saúde e motivado, ao se tornar septuagenário, para trabalhar em prol do povo goiano e buscar “resultados para a população”..

Trânsito
Erivaldo Maximínio, do Jornal Plural Notícias, de Itumbiara, questionou o governador sobre a conscientização de motorista no trânsitos. Caiado citou as medidas adotadas pelo Detran para “desonerar os bolsos dos goianos”. Lembrou que tão logo a lei que cria a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Social venha da Assembleia Legislativa, as pessoas carentes vão passar a usufruir desse benefício. Mas afirmou que as campanhas de conscientização do uso correto do automóvel e outros veículos são “importantíssimas”. Por isso, a educação no trânsito será adotada, a partir de 2020, na grade curricular das escolas públicas estaduais.

Lúcia Vânia
Ovando Teixeira do jornal Correio do Povo, de Niquelândia, governador comentou mudanças no seu secretariado, com a posse, nesta sexta-feira, 4, da ex-senadora Lúcia Vânia Abrão como titular da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social. “São mudanças que vamos fazendo, substituindo de acordo com as necessidades. Não existe um governo engessado”, explicou. Ele argumentou que convidou a ex-senadora por conhecê-la de longa data, saber de seu mérito, competência, conhecimento, credibilidade nacional, prestígio e capacidade de mobilização à frente de uma secretaria que classificou como a mais ampla de seu governo, por tratar de várias questões importantes da área social.

Energia
Adão Gonçalves, do Jornal Gazeta do Estado e TV Gazeta, perguntou sobre a recente visita do governador à Celg Geração e Transmissão. Ele respondeu que, em relação a 2018, a estatal já registra 5% mais de lucratividade e está preparada para entrar nos leilões da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Disse ainda que a Celg G & T está pronta para ser privatizada, para que o governo possa aplicar seus recursos preferencialmente em áreas essenciais, como saúde e educação.

Quedas de energia
Alexandre Rabelo, da TV Bom de Bom Jesus de Goiás, reclamou que mal começaram as chuvas e a imprensa já noticiam quedas de energia em Goiânia e cidades do interior. Ronaldo Caiado lembrou que antes a Enel era tratada como uma “vaca sagrada”. Mas no seu governo, com o apoio do Ministério das Minas e Energia e da Aneel, além do próprio presidente Jair Bolsonaro, conseguiu firmar protocolo com a empresa de eletricidade para que esta ampliasse os investimentos em subestações e redes transmissoras de energia no Estado. Sobre as quedas no fornecimento de energia, orientou a população a registrar queixa na Aneel, por meio do telefone 167.

Goiás Empreendedor
O jornalista Mota Filho, da Folha Popular de Uruaçu, perguntou se a Caravana do Goiás Empreendedor, que estará neste sábado, 5, em Rio Verde, também passará pelo Norte Goiano. O governador afirmou que ela vai contemplar todas as regiões. Já esteve no Nordeste Goiano, no Entorno do DF e agora vai para a região Sudoeste. O Programa Goiás Empreendedor, citou, já liberou cerca de R$ 7 milhões em empréstimos, com a geração de 6.111 empregos. Os financiamentos de R$ 500 a R$ 3 mil reais não cobram juros, e acima disso até R$ 100 mil, têm taxas de juros abaixo das praticadas no mercado. “Pretendemos ampliar este programa de forma que, até o final do meu governo, possamos estar liberando R$ 400 milhões por ano”, prometeu. Segundo Ronaldo Caiado, são programas de crédito como este que garantem apoio aos micro, pequenos e médios empreendedores goianos, garantindo oportunidades de renda e emprego.

Com informações da ABC Digital

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Governo de Goiás publica decreto com medidas de combate à crise hídrica em 2020

Publicado

em

Por

Texto estabelece consumo humano e dessedentação de animais como prioridade pelos próximos 210 dias, quando o Estado enfrenta período de estiagem, além de elencar critérios para tomada de ações a fim de evitar qualquer espécie de racionamento no abastecimento da região metropolitana de Goiânia e de Anápolis

O Governo de Goiás publicou, na terça-feira (03/06), o decreto 9.670/2020, que declara situação de risco de emergência hídrica por 210 dias nas bacias hidrográficas do Alto Rio Meia Ponte e do Ribeirão Piancó e define as ações para garantir o uso prioritário da água. O principal objetivo é evitar qualquer tipo de racionamento no abastecimento da região metropolitana de Goiânia e Anápolis.

Em 2019, as ações intersetoriais comandadas pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) evitaram racionamento e rodízio em toda a região metropolitana, mesmo com a redução da vazão do Rio Meia Ponte a níveis críticos. Para este ano, as tratativas se iniciaram logo após o encerramento da operação de 2019, em novembro passado.

As primeiras medidas já tomadas pela Semad foram o levantamento completo das barragens da bacia e o estreitamento das relações com produtores rurais de toda a região, que foram essenciais em 2019, ao fornecer vazão ao rio com a abertura das descargas. “No ano passado, a abertura foi em regime emergencial, praticamente negociada caso a caso, uma vez que tivemos a pior estiagem em muitos anos. Para 2020, as medidas estão todas sendo planejadas, pré-estabelecidas com critérios e níveis, com a participação dos produtores e de entidades”, explica a secretária Andréa Vulcanis.

Outra medida, esta firmada junto à Agência Nacional de Águas (ANA), do governo federal, possibilitou à Semad a instalação de sistemas de medição pelo modelo acústico doppler e de duas estações hidrológicas, uma em cada estação de captação de água nos municípios de Inhumas e Goiânia, que farão análise em tempo real da vazão da água.

Equipes técnicas realizaram a chamada batimetria, uma análise aprofundada do perfil do fundo do rio, essencial para os cálculos de vazão feitos pelo Cimehgo. Com as informações, o Gabinete de Crise Hídrica da Semad terá mais agilidade na tomada de decisões sobre a abertura de represas e outras ações.

As medições preliminares do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas de Goiás (Cimehgo) apontam para uma redução ainda maior no regime de chuvas para 2020, uma sequência da queda que registrada desde 2017. O decreto estipula 30 dias para que os comitês das bacias hidrográficas do Meia Ponte e dos Rios Corumbá, Veríssimo e São Marcos definam as diretrizes, em acordo com a Semad, para o enfrentamento da crise hídrica.

O plano de ações foi dividido em três eixos principais. O primeiro, sob responsabilidade da Semad, fará a gestão da crise, definindo critérios de restrição de outorga, captação e, caso necessário, suspensão de abastecimento, estabelecerá a necessidade de instalação de sistemas de monitoramento telemétrico e de vazão, além de realizar comunicação com a sociedade e fiscalizar o cumprimento de medidas, entre outros.

O segundo eixo, sob comando da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), implementará medidas de apoio aos agricultores, visando a melhoria da eficiência de uso da água nas atividades agropecuárias, orientará os agricultores para o cumprimento da restrição de captação de água, adoção de sistema de monitoramento telemétrico e de vazão, conforme determinações da Semad e apoiará os produtores rurais na execução de ações de recuperação de pastagens degradadas na Bacia, dentre outras ações de conservação de solos e produção de água e realizar ações de estímulo à produção sustentável.

O terceiro eixo diz respeito a ações realizadas pela Saneago, que incluem a redução das perdas físicas de água na adução e rede de distribuição, apoio às medições telemétricas feitas em pontos de captação de água, aprimoramento dos mecanismos de barragens que possam ser utilizadas no escoamento com fins de reequilíbrio de vazão dos rios, realizar campanhas de educação e conscientização da população para economia de água, além do apoio aos programas de recuperação ambiental nas bacias hidrográficas promovidos pelo Governo de Goiás.

“A gestão ambiental do Estado começa o período de estiagem mais preparada do que nunca. Semad e demais setores do governo, com apoio das nossas forças de segurança, estão afinados no mesmo objetivo de manter a situação controlada mesmo com a redução dos níveis das bacias hidrográficas”

Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) – Governo de Goiás

Continue Lendo

Estado

Caiado tem encontro com Bolsonaro e anuncia inauguração do Hospital de Campanha do Entorno de Brasília. Confira tudo

Publicado

em

Por

O hospital de campanha de Águas Lindas de Goiás, deve ser entregue na próxima sexta-feira (5), 60 dias após ser anunciado por Jair Bolsonaro (sem partido). A unidade de R$ 10 milhões começou a ser construída em 7 de abril e foi concluída 15 dias depois, dentro do prazo prometido, mas sem funcionar. Desde que ficou pronta, a gestão da unidade não tinha sido passada do Ministério da Saúde para o governo de Goiás por trâmites burocráticos internos e se manteve fechada. O anúncio da inauguração foi feito pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM).

O local foi projetado para atender casos relacionados ao coronavírus em Goiás e no Distrito Federal — que totalizam 15.961 casos de coronavírus e 328 mortes pela covid-19, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde. O hospital de campanha tem área construída de 115 m x 30 metros, com refeitório e alojamento para os profissionais de saúde..

Continue Lendo