Conecte-se conosco

Mundo

Cientista descobre maneira de detectar câncer de cólon precoce

Publicado

em

Cientistas descobriram uma nova maneira de identificar o câncer de cólon de forma precoce, quando a doença no estágio 1, por meio de exames de laboratório, para possa ser tratada logo com mais chance de cura.

O câncer de cólon é um tipo comum de tumor, mas o diagnóstico ainda é dificultado. Muitos pacientes só conseguem identificar a doença em estágios mais avançados.

E um cientista indiano desenvolveu um exame que aponta precocemente quando há ou não incidência da doença. O Dr. Sagar Sengupta do Instituto Nacional de Imunologia, que lidera o estudo, disse que o diagnóstico é “tão simples quanto identificar uma diabetes” e pode salvar muitas vidas.

Moléculas de RNA

O diagnóstico é feito a partir de moléculas de microRNA. A técnica utiliza fitas simples de RNA, que conseguem identificar uma proteína presente no câncer de cólon já no primeiro estágio da doença.

A equipe do Dr. Sagar Sengupta agora está trabalhando em parceria com o Universidade de Estrasburgo, na França, para juntos transformarem o teste em um exame de sangue comum.

Como os primeiros testes deram resultados positivos, a expectativa da equipe é levar a novidade o mais breve possível para dentro dos hospitais.

Câncer de cólon no Brasil

Segundo dados do INCA, no Brasil temos uma incidência de 20.540 casos de câncer de cólon e reto em homens e 20.470 em mulheres.

Isso representa a um risco estimado de 19,64 casos novos a cada 100 mil homens e 19,03 para cada 100 mil mulheres.

Com informações de The Logical Indian

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

China impõe isolamentos após novo surto de covid-19

Publicado

em

Por

  • Nas últimas 24 horas, foram 39 novos casos
  • Só na semana passada, foram 100
  • País tem conseguido controlar doença com testagem em massa

Milhares de moradores do Norte da China precisarão ficar em confinamento, após uma determinação das autoridades por conta dos novos casos de covid-19 registrados no país. Também foi requisitado que moradores da capital limitem seus deslocamentos.

Além disso, aqueles que vierem de uma região com surto ativo da doença, deverão apresentar um teste negativo para entrar na capital chinesa.

Nas últimas 24 horas, a China identificou 39 novos casos da doença. Na semana passada, foram registrados mais de 100. A alta do contágio tem relação com o deslocamento de viajantes.

O governo chinês tem usado uma política de “tolerância zero” contra o vírus, o que levou a uma reação rápida na imposição de restrições e na promoção de campanhas de testes nas regiões afetadas.

Depois de ser considerada o epicentro da pandemia no início de 2020, a China diminuiu drasticamente o contágio, principalmente com a testagem em massa, controle das fronteiras e ampla campanha de vacinação.

Continue Lendo

Mundo

Ataque com drone dos EUA mata um dos chefes da Al-Qaeda na Síria

Publicado

em

Por

Um ataque aéreo comandado pelos Estados Unidos na Síria matou Abdul Habid al-Matar, um dos chefes da organização terrorista Al-Qaeda, informou o Pentágono nesta sexta-feira (22).

De acordo com o porta-voz do Comando Central dos EUA, John Rigsbee, a ação foi feita com apoio de uma drone MQ-9.

“A eliminação desse líder da Al-Qaeda vai dificultar a capacidade da organização terrorista em fazer novos planos de ataques globais que ameacem os cidadãos dos EUA, nossos parceiros e civis inocentes”, disse Rigsbee, em comunicado.
Por enquanto, não há registro de vítimas colaterais do ataque — isto é, de civis não ligados ao alvo que tenham morrido ou se ferido em decorrência do bombardeio.
Há dois dias, uma explosão atingiu um pequeno posto militar dos EUA no sul da Síria. Não houve mortes. Ainda não está claro se a ação contra esse chefe da Al-Qaeda foi uma forma de retaliar o ataque aos soldados americanos.

Continue Lendo