Conecte-se conosco

Estado

Com sanção da MP 987, Goiás terá R$ 2 bilhões em investimentos com projeção de gerar 27 mil empregos diretos e indiretos

Concessão de incentivos fiscais prevista na lei vai impactar economia do Estado, diz governador Ronaldo Caiado, em Brasília, ao participar da cerimônia em que o presidente Jair Bolsonaro formalizou medida. “Isso significa a expansão das indústrias automobilísticas”, destaca. Já estão previstos investimentos de R$ 1,5 bilhão em Anápolis e outros R$ 500 milhões em Catalão

Publicado

em

Ao participar da sanção da Medida Provisória (MP) 987, pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em Brasília, nesta quarta-feira (28/10), o governador Ronaldo Caiado afirmou que a expectativa é de que sejam investidos pelo menos R$ 2 bilhões em Goiás nos próximos anos e assegurados mais de 27 mil empregos diretos e indiretos. “Significa a sobrevivência e, mais do que isso, a expansão das indústrias automobilísticas”, disse Caiado sobre os efeitos da nova legislação no Estado. Segundo o governador, já está previsto que a Caoa, em Anápolis, invista cerca de R$ 1,5 bilhão e a Mitsubishi, em Catalão, R$ 500 milhões. “Ao mesmo tempo, a John Deere, como também outras [empresas] que virão”, destacou.

A MP 987/2020 dispõe sobre a concessão de incentivos fiscais para indústrias automobilísticas instaladas nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste do Brasil. O governador destacou que, além do fortalecimento das montadoras, haverá espaço também para empreendimentos de porte menor, que proporcionam produtos e serviços. “Se chamam empresas satélites, que fornecem todo o material para a montagem do carro. Com isso, você gera três vezes mais empregos”, e completou: “A indústria automobilística está preservada, vai expandir e dar um salto nos próximos anos”.

A medida provisória foi aprovada pelo Senado no dia 6 de outubro na forma do Projeto de Lei de Conversão (PLV) 40/2020. Com a sanção da lei, as empresas automotivas instaladas nas regiões contempladas pela MP têm até dia 31 de outubro de 2020 para apresentar projetos de novos produtos e, com isso, possam obter o benefício do crédito presumido do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

O texto que vigorava antes da sanção determinava prazo para até 31 de agosto. As mudanças são na Lei 9.440/97. O crédito presumido pode ser utilizado para descontar o valor a pagar a título de Programa de Integração Social (PIS) e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) em vendas realizadas entre 1º de janeiro de 2021 e 31 de dezembro de 2025. Conforme a matéria, durante esse período, as montadoras devem respeitar patamares mínimos de investimentos em inovação tecnológica, desenvolvimento e pesquisa.

Questionado sobre o prazo para a apresentação dos projetos, Ronaldo Caiado enfatizou que as empresas instaladas no Estado foram pioneiras nesse aspecto. “Mesmo não tendo esse prazo, só com a garantia a partir de hoje, as indústrias já apresentaram os projetos. Então, Goiás está à frente em tudo”, reiterou.

O governador ainda agradeceu o esforço dos empresários, deputados federais e senadores, além de todo auxílio dos ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, para que a MP se tornasse uma realidade. Caiado reconheceu, ainda, a parceria do governo federal e, principalmente, do presidente da República, Jair Bolsonaro. “Meus agradecimentos de coração a esse gesto do governo e do presidente da República em sancionar essa lei neste momento”, concluiu.

*Pandemia*

Em entrevista coletiva, o governador Ronaldo Caiado falou sobre a vacinação contra a Covid-19, que não será obrigatória, mas deve ocorrer em paralelo com uma política de conscientização intensa para que a população seja imunizada. “A obrigatoriedade é difícil de impor. A ideia é fazer uma política de esclarecimento da importância do Programa Nacional de Imunização. Uma política de conscientização das pessoas”, apontou.

Além disso, questionado sobre a escolha de qual vacina será disponibilizada aos goianos, o governador relembrou que o importante é que o medicamento seja aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), não a origem das doses. “Como o chinês disse: não importa a cor do gato, eu quero que pegue o rato. A saúde está acima disso. É um assunto que resolveremos com tranquilidade. Primeiro, precisamos do atestado da Anvisa”.

Sobre a possibilidade de retorno das torcidas aos estádios de futebol, Caiado argumentou que os dados sobre a retomada de diversas atividades, incluindo aulas escolares, estão em fase de avaliação. “Minha responsabilidade é muito grande. Não adianta ir para um avanço se depois teremos contaminados. Estamos levando o momento dentro da cautela que tivemos”, finalizou.

Legenda:

Governador Ronaldo Caiado participa da sanção da MP 987/2020 pelo presidente Jair Bolsonaro, em Brasília: “A indústria automobilística está preservada, vai expandir e dar um salto nos próximos anos”

Fotos: Octacílio Queiroz

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

“Protocolos sanitários devem ser mantidos”, alerta Caiado durante lançamento da Operação Natal Seguro II

Com aporte de R$ 2 milhões, ação conta com reforço de 40% do efetivo da Polícia Militar e 2 mil viaturas a mais neste mês de dezembro. Além do combate à violência, Governo de Goiás fortalece medidas de prevenção à Covid-19

Publicado

em

Por

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Segurança Pública (SSP), lançou nesta terça-feira (1º/12) a Operação Natal Seguro II, no âmbito da Polícia Militar. O objetivo é intensificar as atividades ostensivas durante as festividades de fim de ano e garantir mais segurança aos goianos também com relação à pandemia da Covid-19. “Protocolos sanitários devem ser mantidos”, alertou o governador Ronaldo Caiado.

A ação teve aporte de R$ 2 milhões do Governo de Goiás para a mais ampla e efetiva cobertura, principalmente nas áreas do comércio, em todo o Estado. “É aquilo que hoje as pessoas respiram em Goiás: segurança pública. Queremos fazer com que o Natal seja um período tranquilo, para que as pessoas possam ter a oportunidade de caminhar com seus filhos e familiares e não serem incomodadas por quem quer que seja” afirmou o governador Ronaldo Caiado. Para isso, segundo o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, haverá reforço de 40% do efetivo da Polícia Militar e disponibilização de cerca de 2,5 mil viaturas a mais neste mês de dezembro.

Além da sua missão primordial, com prioridade para prevenção e o combate à violência, neste ano haverá um objetivo a mais. “Como o governador destacou, temos um compromisso com o distanciamento social e prevenção à Covid-19. Apoiaremos todas as prefeituras, por meio de suas guardas e serviços de fiscalização, para que dentro do possível, tenhamos um Natal tranquilo não só com relação à segurança pública, mas em razão do coronavírus”, citou o secretário. Assim, os policiais militares vão auxiliar na fiscalização sobre o cumprimento de medidas sanitárias, como o uso de máscaras de proteção facial.

Caiado também reforçou o pedido à população, para que se mantenha alerta aos cuidados essenciais neste período de pandemia, como evitar aglomerações, manter o uso das máscaras e higienizar as mãos com álcool 70%. “São critérios que nós precisamos manter para que não haja uma segunda onda aqui em Goiás. Em outros Estados, já estamos assistindo a um processo de avanço da Covid que temos conseguido segurar até o momento. Temos que manter assim até a chegada da vacina, e espero que seja logo no início do ano que vem.”

Outro assunto abordado pelo governador na ocasião foi a promoção de policiais e bombeiros militares de diversos escalões, publicada no suplemento do Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (30/11). “Hoje é um dia de muita alegria junto as nossas corporações da Polícia Militar e Corpo de bombeiros. Meus cumprimentos e reconhecimento a todos que realmente garantem a segurança pública do Estado de Goiás. Se Deus quiser com bons resultados, poderemos dar a toda a população um bom Natal e um feliz ano novo.”

*Operação*

A Natal Seguro II segue até o dia 3 de janeiro de 2021. Durante esse período, especialmente as regiões comerciais dos municípios, em todo o Estado, contarão com reforço do efetivo policial. Na capital, entretanto, haverá um complemento de policiais militares para fortalecer ainda mais as ações da tropa na capital. Por exemplo, essa estratégia será adotada na Região da 44, escolhida para o lançamento da operação por ser uma região de intenso comércio e que atrai milhares de pessoas da capital, de cidades do interior e de outras regiões do País.

Demais polos de comércio, como Centro da capital, Avenida 24 de Outubro, em Campinas, e nos arredores dos shoppings também terão ações concentradas. Haverá distribuição, em locais estratégicos, de policiais a pé e de viaturas. Nas proximidades de grandes centros comerciais e em outros pontos de maior movimento de pedestres, estarão disponíveis as unidades especializadas da Polícia Militar, como Rotam, Choque, Giro e Cavalaria. A Polícia Civil também participa da Operação Natal Seguro deste ano com reforço na Central de Flagrantes e no 1º Distrito Policial durante as festividades de fim de ano.

Compareceram ao ato os secretários Adonídio Neto Vieira Júnior (Indústria, Comércio e Serviços) e coronel Luiz Carlos de Alencar (Casa Militar); o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral; comandante-geral da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO), coronel Renato Brum; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBMGO), coronel Esmeraldino Jacinto Lemos; o comandante do Policiamento da Capital, coronel Edson Ferreira Moura; o tenente-coronel Francisco de Assis Ferreira Ramos Jubé; o deputado estadual Coronel Adailton; e o presidente de Honra da Associação Empresarial da Região da 44 (AER44), Jairo Gomes.

*Visita*

Antes do lançamento do Natal Seguro II, o governador esteve nas dependências do quartel onde irá funcionar o Comando Geral da Polícia Militar de Goiás (QCG/PMGO), no Centro da capital, para conferir o andamento das obras de reforma. “Aqui é um prédio histórico, construído em 1938 e que sempre abrigou o comando geral da PM. Infelizmente nos últimos 20 anos esse processo não teve o cuidado e o zelo, e com isso o imóvel se deteriorou bastante. Esperamos nos próximos dias restabelecer não só a história dos goianos, mas da nossa Polícia Militar de Goiás”, disse Caiado.

“Estamos buscando resgatar o sentimento de autoestima de toda a nossa tropa, que é fundamental, já que Goiás hoje é primeiro lugar na segurança pública. Quando se trabalha em um local limpo, arrumado, as pessoas se sentem mais valorizadas, respeitadas e o ambiente público tem que servir de exemplo para os demais”, completou o governador.

Parte dos recursos, de R$ 1,9 milhão, são advindos de um acordo de não persecução penal, segundo explicou o promotor Rodney da Silva, coordenador do Centro de Inteligência e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). A iniciativa, ainda segundo o promotor, é em retribuição ao apoio efetivo da PM e à parceria de muitos anos com a corporação. “O retorno para a sociedade sempre existe, mas um retorno financeiro neste momento foi importante. Já tenho orientado os demais promotores que nas próximas investigações, que tenha desdobramento de acordo de não persecução penal, que a gente faça o direcionamento para as polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros”, completou Rodney da Silva.

As obras, de acordo o comandante-geral da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO), coronel Renato Brum, começaram no final de julho. “Estava em situação de penúria, com infiltração, e agora terá instalações dignas, restauradas dentro dos critérios do art déco”, afirmou Brum. “Agradeço publicamente pela verba que é substantiva. Além do combate de forma conjunta para combater criminalidade, ainda temos esse repasse para o aparelhamento de nossa tropa e estrutura. Isso é fundamental”, pontuou Caiado.

Na visita também estiveram os secretários Rodney Miranda (Segurança Pública) e coronel Luiz Carlos de Alencar (Casa Militar); o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBMGO), coronel Esmeraldino Jacinto Lemos; o tenente-coronel Francisco de Assis Ferreira Ramos Jubé e a engenheira e arquiteta 2º sargento Cláudia Alves dos Santos.

_Fotos: Júnior Guimarães_

*Legenda:*

O governador Ronaldo Caiado durante lançamento da Operação Natal Seguro II pede à população que esteja alerta aos cuidados essenciais neste período de pandemia: “São critérios que nós precisamos manter para que não haja uma segunda onda aqui em Goiás, até a chegada da vacina”

*Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás*

Continue Lendo

Estado

Tardeu faz lambança, Goiás perde para Grêmio e rebaixamento se aproxima

Publicado

em

Por

O Grêmio “colou” no G4 do Brasileiro. Com gols de Jean Pyerre — contando com uma falha do goleiro Tadeu — e Maicon, o time gaúcho bateu o Goiás por 2 a 1, hoje (30), na Arena, em jogo atrasado da sexta rodada. João Marcos marcou para o Esmeraldino.

Foi mal: Tadeu faz “lambança” em gol sofrido

O Grêmio pressionava e tinha mais de 75% de posse de bola, mas ainda não tinha vazado a meta do Goiás. Tadeu segurava as chances do time gaúcho. Até que a bola foi recuada para ele. Sem ser pressionado, o goleiro entregou um passe nos pés de Jean Pyerre, que colocou na rede. “A responsabilidade é toda minha, foi um erro técnico que custou caro. Não fujo da minha responsabilidade pelo erro, pela tomada de decisão errada. O placar foi aberto por responsabilidade minha”, disse o goleiro ao fim do primeiro tempo.

Com 37 pontos, a equipe de Renato Gaúcho ocupa o sétimo lugar na classificação, mas tem a mesma pontuação do sexto (Santos), do quinto (Palmeiras) e do quarto (Inter). O Goiás, com 16 pontos, é o último colocado.

Continue Lendo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com