Conecte-se conosco

Mundo

Comprimido de hidrogel purifica água contaminada em 1 hora

Publicado

em

Cientistas e engenheiros da Universidade do Texas em Austin, EUA, criaram um comprimido de hidrogel que pode purificar rapidamente a água contaminada.

Apenas um comprimido pode desinfetar um litro de água do rio e tornar o líquido adequado para beber em uma hora ou menos.

O resultado do trabalho foi publicado na revista Advanced Materials e os cientistas pretendem comercializar o produto em breve.

Reaproveitamento

Hoje, a principal forma de purificar a água é fervê-la ou pasteurizá-la. Mas isso exige energia, muito tempo e trabalho. Isso não é prático para pessoas em partes do mundo sem os recursos para esses processos.

“Nosso hidrogel multifuncional pode fazer uma grande diferença na mitigação da escassez global de água porque é fácil de usar, altamente eficiente e potencialmente escalável para produção em massa”, disse Guihua Yu, professor associado do Departamento Walker de Engenharia Mecânica da Escola de Engenharia Cockrell e Instituto de Materiais do Texas.

Os hidrogéis especiais geram peróxido de hidrogênio para neutralizar as bactérias a uma taxa de eficiência de mais de 99,999%. O peróxido de hidrogênio funciona com partículas de carvão ativado para atacar componentes celulares essenciais das bactérias e interromper seu metabolismo.

O processo requer entrada de energia zero e não cria subprodutos prejudiciais. Os hidrogéis podem ser facilmente removidos e não deixam nenhum resíduo.

Vapor

Além de purificar a água por conta própria, os hidrogéis também podem melhorar um processo que existe há milhares de anos – a destilação solar, o uso da luz solar para separar a água de contaminantes prejudiciais por meio da vaporização.

“Um estudante de graduação altamente vigilante, Youhong Guo, descobriu esses hidrogéis inesperadamente enquanto fazia outra coisa, que é a purificação da água com a luz do sol”, disse Keith Johnston, professor do Departamento de Engenharia Química McKetta que co-liderou o projeto.

Próximos passos

Agora, os cientistas querem melhorar os hidrogéis, aumentando os diferentes tipos de patógenos e vírus na água que eles podem neutralizar. E a equipe também está em processo de comercialização de vários protótipos.

Aumentar a escala dos hidrogéis seria simples, dizem os pesquisadores.

Os materiais para fabricá-los são baratos e os processos de síntese são simples e permanecem assim em grandes escalas. E eles podem controlar facilmente a forma e o tamanho dos hidrogéis, tornando-os flexíveis para diferentes tipos de uso.

Com informarções do GNN

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Em vez de castigo escola manda alunos para meditação

Publicado

em

Por

Em vez de castigo, a meditação. Uma escola americana instituiu a ioga como forma de melhorar o comportamento dos alunos que cometem alguma falta.

A Robert W. Coleman Elementary School fez parceria com a Holistic Life Foundation (HLF)que é uma organização sem fins lucrativos com sede em Baltimore, EUA, comprometida em promover o bem-estar de crianças e adultos em comunidades carentes.

Eles usam uma abordagem abrangente que ajuda as crianças a desenvolver suas vidas interiores por meio da ioga, da atenção plena e do autocuidado. O HLF tem compromisso com o aprendizado, a comunidade e o cuidado com o meio ambiente.

Nada de mandar crianças para a diretoria

O HLF também desenvolve programas e currículos de alta qualidade baseados em evidências para melhorar o bem-estar da comunidade.

Nada de punição para crianças com algum problema comportamental ou mandá-las para a sala do diretor.

A Robert W. Coleman Elementary School , em Baltimore, Maryland, tem algo chamado de “Mindful Moment Room”, algo como “Sala do Momento Consciente”, em tradução livre.

O espaço não se parece uma sala para punir alguém. Em vez disso, está cheio de lâmpadas, decorações e almofadas roxas macias.

Crianças que se comportam mal são incentivadas a sentar na sala e fazer práticas como respiração ou meditação. Isso para se acalmarem e se equilibrarem novamente.

Lá, elas também são convidados a falar sobre o que aconteceu.

Benefícios da meditação

A meditação e a atenção plena são muito interessantes, cientificamente.

A meditação consciente existe de uma forma ou de outra há milhares de anos. Recentemente, porém, a ciência começou a observar seus efeitos em nossas mentes e corpos, e está descobrindo alguns efeitos interessantes.

Um estudo, por exemplo, sugeriu que a meditação consciente pode dar aos soldados praticantes uma espécie de armadura mental contra emoções perturbadoras e também pode melhorar a memória.

Outra sugestão de meditação consciente pode melhorar a capacidade de atenção e o foco de uma pessoa.

Estudos individuais devem ser feitos com um grão de sal (os resultados nem sempre são válidos em todas as situações), mas no geral, a ciência está começando a construir uma imagem realmente interessante de como a meditação pode ser incrível.

A atenção plena, em particular, tornou-se parte de certas psicoterapias razoavelmente bem-sucedidas.

Mindfulness

A Holistic Life Foundation também administra outros programas e por mais de 10 anos, a fundação oferece o programa pós-escolar Holistic Me, no qual crianças do pré-escolar ao quinto ano praticam exercícios de mindfulness e ioga.

“É incrível”, disse Kirk Philips, coordenador do Holistic Me na Robert W. Coleman, a James Gaines, para a Upworthy. “Você não pensaria que crianças pequenas meditariam em silêncio. E eles meditam.”

Houve uma festa de Natal, por exemplo, em que as crianças sabiam que iriam ganhar presentes, mas ainda assim se esperava que fizessem a meditação primeiro.

“Como uma criança, deve ser difícil sentar e meditar quando você sabe que está prestes a ganhar um monte de presentes, e eles conseguiram!

Foi lindo, estávamos todos sorrindo um para o outro olhando para eles,” disse Philips.

Continue Lendo

Mundo

Projeto que converte CO2 em combustível ganha prêmio mundial

Publicado

em

Por

Pesquisadores da Suíça desenvolveram uma maneira sustentável de transformar o CO2do ar em combustível usando a luz solar e ganharam 22º Prêmio Mundial de Energia.

O sol fornece energia e o CO2 que já está no ar é a base do combustível. Isso torna o combustível sintético neutro em relação ao CO2. Eles chamam o projeto de Sol para Líquido.

Esse combustível sintético poderá ser convertido em metanol, ou querosene.

Como?

O projeto Sun-to-Liquid  usa um sistema é composto por dois reatores e uma central solar. No primeiro reator, o CO2 e o vapor de água são retirados do ar.

Os dois ingredientes são enviados para um segundo reator. Lá eles são convertidos em monóxido de carbono e hidrogênio.

Esta mistura é conhecida como ‘syngas’. Este gás de síntese é levado para uma terceira câmara de reação, onde reage com um catalisador de cobre. Isso transforma o gás em substância líquida de metanol ou querosene.

Capacidade

A configuração experimental pode produzir 100 litros de gás de síntese em um dia. Isso deixa cerca de 0,05 litros de metanol puro. Isso pode não parecer muito, mas é apenas um teste.

Os pesquisadores estão convencidos de que podem produzir com muito mais eficiência, o que significa que o rendimento pode quadruplicar.

“Esta demonstração tecnológica pode ter implicações importantes para a indústria de transporte, especialmente para a aviação de longo curso e setores de navegação que dependem fortemente de combustíveis de hidrocarbonetos”, disse o líder do projeto Bauhaus Luftfahrt, Sizmann, em um comunicado à imprensa.

PRÊMIO ENERGY GLOBE

O Energy Globe World Award é organizado desde 1999 pela Austrian Energy Globe Foundation.

Este ano, cerca de 2.000 projetos de 182 países diferentes foram apresentados.

Os finalistas e vencedores foram apresentados na cerimônia celebrada em 8 de novembro de 2021 na conferência COP26 em Glasgow.

O projeto Sun-to-Liquid venceu na categoria de energia, junto com uma série de outras ideias.

Energia sustentável

“Agora estamos um passo mais perto de viver com uma ‘renda energética’ sustentável, em vez de queimar nossa ‘herança energética’ fóssil.”

Como o processo utiliza matérias-primas disponíveis em abundância (CO2 e luz solar), a técnica é muito promissora.

Ele pode atender à demanda futura por combustíveis sustentáveis ​​em escala global, sem ter que substituir a infraestrutura existente.

Com informações do BrightVibes

Continue Lendo