Conecte-se conosco

Brasil

Covid-19: Brasil tem 91.263 mortes e 2.610.102 casos confirmados, dizem secretarias de Saúde

Publicado

em

O número de casos do novo coronavírus no Brasil subiu para 2.610.102 e o total de mortes chega a 91.263, com recorde de novos casos e mortes registrados no período de 24 horas. Os dados, divulgados na noite desta quinta-feira (30), constam no painel atualizado pelo Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde), um sistema próprio de informações que reúne dados de contaminados e de óbitos em contagem paralela à do governo.

Nas últimas 24 horas, foram registrados mais 56.837 casos novos e também foram constatados mais 1.129 óbitos no período, segundo os dados divulgados pelo Conass. Na quarta-feira (29), o país tinha 90.134 mortes e 2.553.265 casos confirmados de Covid-19, de acordo com o conselho.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Vanderlan vai coordenar grupo de senadores que trabalha para finalizar processo de independência de Universidades Públicas

Senadores representam Universidades de Tocantins, Piauí, Pernambuco e Mato Grosso. Em Goiás, Vanderlan representa as Universidades de Catalão e Jataí

Publicado

em

Por

O senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO) foi escolhido para coordenar os trabalhos que buscam finalizar o processo de independência das Universidades Federais de Catalão, UFCAT, e Jataí, UFJ, dando autonomia em relação à Universidade Federal de Goiás (UFG), e da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), em Mato Grosso, Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT), no Tocantins, Universidade Federal do Agreste Pernambucano (UFAPE), em Pernambuco e da Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar), no Piauí. Esse é um fator determinante para o crescimento e valorização dessas importantes unidades de ensino.

Essa decisão foi tomada durante uma reunião virtual, nesta quinta-feira (6), com o secretário de Ensino Superior e Coordenadores de orçamento e do jurídico do MEC, Wagner Vilas Boas, e os senadores Eduardo Gomes (MDB-TO), Ciro Nogueira (PP-PI), Fernando Bezerra (MDB-PE) e Wellington Fagundes (PL-MT), representando as Universidades dos seus Estados. De acordo com o senador Vanderlan Cardoso, o objetivo principal do grupo é reunir esforços e traçar estratégias para efetivar, de forma definitiva, a autonomia dessas instituições. Atualmente a implantação dessas novas Universidades esbarra na burocracia para a liberação dos cargos necessários para o seu funcionamento.

“Desde que foram criadas, por meio de Decreto de Lei, essas universidades vêm funcionando apenas com o cargo efetivo de reitor e é necessário propiciar a autonomia administrava-financeira das instituições, com a implantação dos novos cargos, para que elas funcionem plenamente”, explicou Vanderlan.

Os senadores presentes na reunião reconheceram o empenho do senador Vanderlan e decidiram que ele irá coordenar as atividades do grupo. Essa, inclusive, é uma forma de dar agilidade nos trabalhos, pois Vanderlan já está comprometido com essa causa desde o ano passado, quando foi procurado pela professora Roselma Lucchese, diretora da Regional UFG Catalão e pelo reitor da Universidade Federal de Jataí, Américo Silveira Neto. “Estou muito satisfeito com a união dos senadores em torno dessa questão que é fundamental para o pleno funcionamento das Universidades. Não tenho dúvida de que em breve teremos boas notícias para os representantes dessas instituições de ensino superior”, comentou Vanderlan.

Para o reitor da Universidade Federal de Jataí, Américo Silveira Neto, a reunião de hoje representa mais um grande passo para alcançar o objetivo de desmembramento total da instituição. “Já demos um grande salto com a criação da Lei em 2018. Tivemos outro salto com a nomeação do reitor em 2019 e, agora, a nossa expectativa é dar mais um passo para finalizar o desmembramento da Universidade. Estou animado e muito grato ao senador Vanderlan Cardoso por seu desempenho e comprometimento com todos nós e com o ensino superior de Goiás e do Brasil”, disse o reitor.

Continue Lendo

Brasil

Alexandre Baldy é preso acusado de fraude na saúde

Publicado

em

Por

O secretário estadual de Transportes Metropolitanos de São Paulo, Alexandre Baldy (Progressistas), foi preso na manhã de hoje. Ele foi um dos alvos dos seis mandados de prisão temporária expedidos pela 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, comandada pelo juiz Marcelo Bretas. A operação de hoje, batizada de Dardanários, é um desdobramento de investigações da Operação Lava Jato do Rio que apuram desvios na área da saúde.

Baldy é um industrial e político filiado ao Progressistas (PP). Foi ministro de estado das Cidades no governo de Michel Temer. Foi eleito deputado federal por Goiás em 2014, e atuou como secretário de Indústria e Comércio do Governo de Goiás de 2011 a 2013.

Continue Lendo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com