Conecte-se conosco

Estado

Encantado com a receptividade, presidente da Conamp vai propor Goiânia como a capital da Associação

Publicado

em

Governador recebeu no Palácio das Esmeraldas dezenas de promotores e procuradores de Justiça, de toda parte do País, que vieram a Goiás participar do Congresso Nacional do Ministério Público, e foi elogiado pela transparência do governo estadual

“Meu compromisso é propor, na próxima reunião do Conselho Deliberativo, que Goiânia seja a capital da Conamp, porque nós gostamos muito e fomos muito bem tratados aqui”, afirmou o presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), Victor Hugo Azevedo, ao ser recebido pelo governador Ronaldo Caiado nesta quinta-feira (5/9), no Palácio das Esmeraldas. Promotores e procuradores de justiça de Justiça de todas as partes do Brasil estão em Goiás para participar do 23° Congresso Nacional do Ministério Público (MP), que começou nesta quarta (5/9) e encerra sexta (6/9).

A Conamp reúne cerca de 16 mil membros em todo o País, oriundos de Ministérios Públicos Estaduais, Militar e do Distrito Federal. Victor Hugo Azevedo demonstrou gratidão pela presença do governador na abertura do evento. “Não posso deixar de agradecer a receptividade que tivemos aqui em Goiás, a generosidade e a participação de vossa excelência em nosso Congresso, o que é algo inédito, desde o momento da abertura, ouvindo atentamente todos os discursos, até as festividades”, comentou.

Ronaldo Caiado reiterou a necessidade de parcerias, entre Executivo e o Ministério Público, respeitando a autonomia e liberdade de cada Poder. “Sou otimista e acredito que podemos construir muito. Nós temos os mecanismos e as ferramentas em nossas mãos para construirmos o que desejamos para todos os nossos filhos e para esse Brasil, que nos orgulha”, afirmou o governador, que estava acompanhado do secretário da Casa Civil, Anderson Máximo.

*Transparência na gestão*
O procurador-geral de Justiça de Goiás, Aylton Flávio Vechi, aproveitou o momento para enaltecer a transparência implantada no Governo de Goiás na gestão de Ronaldo Caiado. “Para nós, o governador é referência de integridade e transparência, e está fazendo um governo transparente e muito respeito à coisa pública, com muita dignidade e integridade”, disse.

Aylton Vechi ainda relembrou que a admiração de Caiado pela instituição vem de longa data. “É grande amigo da nossa instituição, como já demonstrou por várias vezes, na oportunidade da PEC 37, na Lei do Abuso de Autoridade, quando a matéria começou a tramitar no Congresso Nacional. Temos inúmeros exemplos concretos da sua admiração pela nossa instituição”, concluiu o procurador-geral da Justiça de Goiás.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Protegido: GOYAZ 20/01/2022

Publicado

em

Por

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Continue Lendo

Estado

Brasileiros descobrem molécula que pode combater o câncer

Publicado

em

Por

Viva a ciência brasileira! Pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) encontraram uma molécula inédita que pode contribuir no combate ao câncer.

Outra ótima notícia é que essa molécula é seletiva, ou seja, ela age mais sobre as células tumorais do que sobre as células saudáveis – diferentemente da quimioterapia, que apesar de eficaz, acaba impactando nas células saudáveis e causando efeitos colaterais.

A pesquisa pretende desenvolver tratamentos mais saudáveis para o nosso organismo e claro, a cura para a segunda maior causa de mortes do mundo.

Molécula tem capacidade de eliminar células do câncer

A descoberta faz parte do estudo realizado pelos pesquisadores do Programa de Pós Graduação em Genética e Bioquímica pela UFU.

A molécula inédita é de um complexo de cobre e apresenta seletividade e capacidade de morte celular.

Os testes foram realizados em laboratório, a partir de células tumorais de humanos e de camundongos. O complexo de cobre mostrou ser capaz de induzir a produção de um outro tipo de molécula, chamadas espécies reativas de oxigênio.

As reativas de oxigênio conseguiram atingir as células tumorais, danificando seu DNA. Os prejuízos foram tão severos que as células cancerosas entraram em um processo de morte celular programada, chamado tecnicamente de apoptose.

Nas próximas fases do estudo, os pesquisadores pretendem desenvolver mecanismos em que a molécula descoberta será colocada dentro de nanocápsulas, ou seja, que vire um medicamento.

Continue Lendo