Conecte-se conosco

Mundo

EXTRA | Cientistas israelenses revertem envelhecimento pela 1ª vez

Publicado

em

Cientistas de Israel foram capazes de reverter o envelhecimento e estender o comprimento dos telômeros que ficam nas extremidades dos cromossomos.

Os telômeros são estruturas repetitivas de proteínas e DNA cuja principal função é impedir o desgaste do material genético. Eles “cobrem” as pontas de nossos cromossomos e, à medida que encurtam, nós vamos ficando mais velhos.

Pra reverter isso, os pesquisadores usaram uma técnica chamada HBOT – oxigenoterapia hiperbárica – a absorção de oxigênio puro enquanto se fica sentado em uma câmara pressurizada por longos períodos.

Com isso, eles afirmaram que reverteram parcialmente o processo de envelhecimento celular em humanos.

O pequeno estudo inicial envolveu 26 pacientes e como resultado, alguns dos telômeros das células foram estendidos em até 20 por cento. A pesquisa foi publicada na revista científica Aging.

Câmara hiperbárica

Os participantes sentaram-se numa câmara de oxigênio hiperbárica por cinco sessões de 90 minutos por semana, durante três meses e alguns dos telômeros das células dos participantes foram estendidos em até 20 por cento.

Nesse estudo, os pesquisadores conseguiram mostrar que as alterações genéticas provocadas pelo HBOT estenderam os telômeros e também tiveram um efeito potencialmente positivo na saúde dos próprios tecidos.

Uma amostra ligeiramente menor de voluntários também mostrou uma diminuição significativa no número de células T senescentes, tecidos que formam uma parte vital da resposta direcionada de nosso sistema imunológico contra invasores.

É uma descoberta impressionante e algo que muitos outros pesquisadores tentaram no passado sem sucesso.

Descoberta chave

O pesquisador principal, Shair Efrati, médico da Faculdade de Medicina e da Escola de Neurociência Sagol da Universidade de Tel Aviv, explicou ao ScienceAlert como teve inspiração para o experimento:

“Percebemos que as mudanças no ambiente externo podem afetar processos centrais do envelhecimento celular. Um exemplo disso foi o experimento com gêmeos feito pela NASA, onde um dos gêmeos foi enviado para o espaço sideral e o outro ficou na Terra. Essa diferença refletiu no comprimento dos telômeros. Telômeros mais longos se correlacionam com melhor desempenho celular”, explicou Efrati.

Em um comunicado à imprensa do Centro Sagol para Medicina e Pesquisa Hiperbárica, Efrati diz que entender o encurtamento do telômero é “considerado o ‘Santo Graal’ da biologia do envelhecimento”.

“Uma vez que tenhamos demonstrado o efeito reverso do envelhecimento usando o protocolo HBOT predefinido, agora, mais estudos são necessários para otimizar o protocolo específico por indivíduo”, disse Efrati ao ScienceAlert.

Com informações da Hypescience e Aging.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

EXTRA | Putin abandona acordo nuclear e pressiona Biden

Publicado

em

Por

Continue Lendo

Mundo

Trump é primeiro presidente dos EUA a sofrer dois impeachments; veja o que acontece agora

Publicado

em

Por

Com a aprovação pela Câmara dos Representantes, Donald Trump se tornou o primeiro presidente da história dos Estados Unidos a sofrer dois impeachments. Mesmo assim ele continua no comando da Casa Branca.

Diferentemente do que ocorre no Brasil, nos EUA é dito que o presidente sofreu impeachment já quando o processo é aprovado na Câmara. Por isso que Trump pôde ter dois impeachments e ainda seguir presidente.

Mesmo derrotado na Câmara, ele segue como presidente até que ocorra o julgamento no Senado, que é o próximo passo do processo.

Na Casa ocorrerá um julgamento, com a Câmara selecionando parlamentares para atuarem como se fossem promotores e apresentarem o caso contra o presidente para os senadores.

Para que ele deixe o cargo é preciso que dois terços do Senado seja a favor do impeachment, ou seja, 67 votos a favor do processo.

Nunca um presidente dos EUA teve o impeachment aprovado pelo Senado. Além de Trump, Andrew Johnson e Bill Clinton também tiveram seus processos de impeachment aprovados pela Câmara, mas foram absolvidos pelo Senado. Richard Nixon, por sua vez, renunciou antes de o processo ser votado na Câmara.

Faltando apenas uma semana para a posse de Joe Biden como novo presidente do país, é bem difícil que o processo seja concluído antes disso. Isso porque o Senado só volta aos trabalhos após o dia 20, quando também passará a ser dividido com 50 democratas e 50 republicanos.

Apesar disso, a estratégia de parlamentares democratas – e dissidentes republicanos – não é necessariamente tirá-lo antes do fim do mandato, mas evitar que ele possa se candidatar novamente daqui quatro anos.

A questão agora é se haverá votos suficientes no Senado para confirmar o processo contra Trump. Diversos integrantes do partido Republicano defendem a saída do atual presidente, mas estão divididos se isso deve ocorrer via impeachment ou se ele apenas deve ser “esquecido” após deixar o cargo.

Nas últimas horas, a imprensa americana apontou que se o líder da maioria no Senado, o republicano Mitch McConnell, votar a favor do impeachment, provavelmente Trump será condenado por pelo menos 67 senadores. “Se Mitch for um voto sim, acabou”, disse um senador republicano para a CNN.

Ainda de acordo com a rede de notícias americana, McConnell estaria mais disposto a votar a favor do impeachment por não acreditar que Trump “desapareceria” do partido nos próximos anos e que seria necessária uma ação mais forte para garantir que ele não retorne em quatro anos.

O arrasto do processo de impeachment para depois da posse pode atrapalhar também os planos do novo governo de Joe Biden. Isso porque, nos EUA, os secretários (que têm cargos como de ministros no Brasil) precisam ter suas nomeações aprovadas pelo Senado.

Com o processo demorando para ser concluído, provavelmente haverá um atraso para a confirmação das nomeações feitas pelo democrata, que por sua vez pode ter dificuldades no início de governo para levar adiante projetos mais urgentes, como os de combate à pandemia do coronavírus.

Continue Lendo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com