Conecte-se conosco

Estado

EXTRA | Acusados da morte do radialista Valério Luiz vão à júri popular

Publicado

em

Juiz desmembrou julgamento de réus pela morte de Valério Luiz e marca primeiro júri, em Goiânia

Radialista foi morto a tiros em 2012, logo após sair do trabalho.

Cinco pessoas respondem pelo crime e devem ser julgadas em três sessões diferentes, conforme decisão.

O juiz Jesseir Coelho de Alcantara determinou, nesta terça-feira (15), que o julgamento da morte do radialista Valério Luiz de Oliveira seja dividido em três sessões, em Goiânia.

O magistrado separou os réus para não julgá-los em uma única sessão.

Diretor do Foro da Comarca de Goiânia, Paulo César Alves das Neves disse, por telefone, que há uma obra andamento no Fórum Cível desde outubro deste ano justamente para comportar esse tipo de julgamento.

“O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) trabalha para deixar o local em condições de realizar júris complexos até janeiro de 2020. Estamos esperando uma licitação para compra de materiais, mas, se quiser, poderá marcar todos para a partir de fevereiro”, explicou.

Acusados

De acordo com a decisão, o primeiro a passar pelo júri será o réu Ademá Figuerêdo Aguiar Filho: às 8h30 no dia 19 de fevereiro de 2020. Ele é apontado nos processos como o executor do homicídio.

O magistrado determinou que a segunda sessão julgue os réus apontados como partícipes – Djalma, Urbano e Marcus Vinícius – e, por último, de Maurício Borges Sampaio, considerado o mandante do crime nas investigações. As datas desses julgamentos ainda não foram definidas.

Valério Luiz foi morto em 2012, logo depois de sair da rádio onde trabalhava, na Rua C-38, Setor Serrinha, em Goiânia. Valério chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

VÍDEO | Contra o tráfico, PM desarticula laboratório de cocaína em bairro nobre e apreende drogas em Goiânia

Em duas ações diferentes, foram presos quatro suspeitos

Publicado

em

Por

Um laboratório de refino de cocaína foi desarticulado pela Polícia Militar na tarde desta segunda-feira (20/01), em Goiânia. Um homem com diversas passagens por tráfico de drogas e que usava tornozeleira eletrônica foi preso na operação realizada por policiais do 42º Batalhão da PM.

O laboratório funcionava no Setor Santa Fé 1 e foi encontrado após denúncia anônima. No local, foram apreendidos dez quilos de pasta base de cocaína, duas balanças de precisão, além de objetos utilizados para o refino da droga, como microondas e máscaras. O suspeito e as apreensões foram levados para a Central de Flagrantes.

Em outra ação contra o tráfico, policiais do Batalhão de Choque prenderam três suspeitos também na tarde desta segunda-feira. Com eles, foram encontrados 12 quilos de maconha, 900 comprimidos de ecstasy, quase 20 unidades de LSD, além de porções de cocaína.

Também foram apreendidos 60 cigarros de maconha, duas balanças de precisão e mais de R$ 1 mil em espécie. A ação foi realizada no Setor Balneário Meia Ponte, na capital.

*Comunicação Setorial*
*Secretaria de Segurança Pública*
*(62) 3201-1027*

Continue Lendo

Estado

2 MIL EMPREGOS | Governador Caiado anuncia instalação de fábrica de cerveja em Jataí

Empresa irá gerar 2 mil empregos diretos na cidade, e produção goiana atenderá os mercados do Centro-Oeste, Norte e Nordeste do País

Publicado

em

Por

O governador Ronaldo Caiado anunciou nesta quinta-feira (16/01), a instalação de nova fábrica da Cervejaria Império, no município de Jataí, no Sudoeste goiano. A implantação da cervejaria, que já tem unidades em funcionamento em Petrópolis (RJ) e Frutal (MG), vai envolver investimentos de mais de R$ 900 milhões e gerar mais de 2 mil empregos diretos na cidade, segundo revelou o governador.

A fábrica de Jataí vai fornecer cerveja a toda região do Centro-Oeste, Norte e Nordeste brasileiro. “É Goiás a cada dia mais pujante e sendo a opção de quem quer se desenvolver”, disse o governador. Caiado agradeceu o trabalho do secretário Wilder Morais, e de toda a equipe da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), que busca trazer mais investimentos para Goiás.

“Esse trabalho da Secretaria certamente segue a determinação do governador, de regionalizar o desenvolvimento do Estado e trazer mais emprego e renda para Goiás”, afirmou o secretário Wilder Morais.

A vinda da unidade industrial da Cervejaria Cidade Imperial para Goiás, que se beneficia com incentivos fiscais do Governo estadual, se deu por meio de acerto entre Ronaldo Caiado, o secretário Wilder Morais e contou com o trabalho do deputado estadual Zé Carapô (DC). Esta será a terceira cervejaria de grande porte a se instalar em Goiás, que já tem a Ambev, em Anápolis, e a Heineken, em Alexânia.

Localização estratégica

A previsão é de que o início das obras da nova fábrica ocorra em janeiro de 2021 e a produção da Cerveja Imperial ocorra já no primeiro semestre de 2022. Pesaram na escolha de Goiás para a criação de mais uma unidade da cervejaria fatores como a localização estratégica do município de Jataí, servido por três rodovias (BR-158, BR-060 e BR-364) e se situar no centro do País, com facilidades de comercialização com outras regiões brasileiras.

Continue Lendo