Conecte-se conosco

Capital

FOTOS | Obras na Avenida Goiás estão à todo vapor e seguem ritmo acelerado

Publicado

em

Goiânia se tornou um canteiro de obras! Os projetos, que estão por toda parte, não param de avançar. Neste início de semana a prefeitura de Goiânia está concretando a pista do BRT da Avenida Goiás. Hoje, a frente de trabalho está concentrada entre Avenida Paranaíba e a Rua 5. 🚧👷🏽‍♂

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Capital

Iris determina início das obras do viaduto sobre a BR-153

O viaduto da Enel, como ficou conhecido, será construído em estrutura metálica e deve ser concluído num prazo de 180 dias. Obras não vão acarretar mudanças e alterações no trânsito

Publicado

em

Por

A Prefeitura de Goiânia iniciou ontem, quinta-feira (28/5), as obras de construção do viaduto da BR 153, também conhecido como viaduto da Enel. Lançado em setembro do ano passado, o início do empreendimento acabou sendo adiado por conta da autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), liberada no dia 30 de janeiro e, posteriormente, pela desistência da empresa vencedora da concorrência pública. A segunda colocada, Construtora Ingá Ltda, assumiu o contrato e iniciou os serviços.

Os trabalhos estão acontecendo no Jardim Novo Mundo, com a limpeza do terreno e escavação do solo. A empresa também executará os serviços de terraplenagem, pavimentação, drenagem, sinalização, calçada acessível e obras complementares do viaduto. O prazo para conclusão é de 180 dias.

De acordo com o projeto, o viaduto ligará a Rua 117, no Setor Leste Universitário, à Avenida Rio Preto, no Jardim Novo Mundo, passando sobre a BR 153, no km 498. Pelas características, com infraestrutura e mesoestrutura em concreto armado moldado in loco, as obras não afetarão o trânsito, portanto, não haverá alterações de rotas no local e na região atingida. Já na BR 153, haverá interdições rápidas e alternadas na faixa direita do respectivo acostamento, quando a superestrutura metálica for montada.

A construção do viaduto visa desafogar o trânsito na região, resultado do forte adensamento de bairros das imediações, como o Jardim Novo Mundo e o Setor Leste Universitário, que não contam com entradas viárias nesta parte da cidade. A previsão é de que o viaduto atraia um tráfego de 2.500 veículos por dia.

O Setor Leste Universitário abriga cerca de 25 mil habitantes, sendo 7.457 hab/km². Já no Jardim Novo Mundo, englobando o Jardim Novo Mundo II e Jardim Novo Mundo Extensão, são mais de 40 mil habitantes, sendo 30.018,11 hab/km².

Além desses, também serão beneficiados pelo viaduto os bairros Água Branca, Jardim Califórnia, Chácara Califórnia, Aruanã III, Jardim Califórnia – Parque Industrial, Residencial Sonho Verde, Residencial Sonho Verde Complemento, Residencial Vale do Araguaia, Vila Maria Luiza, Vila Martins e Vila Martins Extensão.

“Somos extremamente preocupados com o sistema de transporte e a mobilidade urbana de Goiânia e essa obra é mais uma contribuição para aliviarmos a nossa malha viária em termos de trafegabilidade para todos os usuários da cidade”, reforçou o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Mattos.

Viaduto da Enel
Empresa: Construtora Ingá Ltda
Recursos: R$ 7.579.942,09
Fundação: feita de tubulão de concreto armado
Estrutura da ponte: infraestrutura e mesoestrutura em concreto armado moldado in loco
Superestrutura: concreto pré-laje pré-moldada e viga metálica
Altura livre: 5,90 m, até o pavimento da BR – 15
Comprimento: 53,84 m, incluindo cortinas
Largura do tabuleiro: 20,30 m
Guarda-rodas: tipo New Jersey

Continue Lendo

Capital

Conheça o App que a prefeitura de Goiânia dispõe e faz uso no enfrentamento à covid-19

Publicado

em

Por

Goiânia faz uso da tecnologia e da interatividade no enfrentamento à covid-19. Além de disponibilizar o serviço de teleatendimento, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esclarece dúvidas sobre os sintomas da doença e as formas de transmissão pelo aplicativo de mensagens WhatsApp. Lançado no início de abril, o serviço, que é oferecido pela Central Humanizada de Orientações sobre a Covid-19 da Prefeitura de Goiânia, já atendeu mais de 3.500 usuários.

O atendimento é realizado por 36 técnicos em enfermagem, 16 enfermeiros, 16 médicos e um coordenador de equipe. Entre as dúvidas mais frequentes estão a realização de exames que identificam o novo agente do coronavírus, quais unidades de saúde procurar em caso de sintomas e como deve ser realizado o isolamento domiciliar. 

Todos os questionamentos, segundo a técnica da Gerência de Atenção Primária de Goiânia Erika Fernandes Soares, são respondidos seguindo os protocolos do Ministério da Saúde, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e das autoridades sanitárias. “Nossos profissionais estão preparados para orientar a população e realizar o primeiro atendimento em caso de suspeita da doença”, afirma. 

Para utilizar o serviço, os cidadãos devem salvar o número (62) 98599-0200 no celular. Em seguida, basta acessar o WhatsApp e enviar uma mensagem para o novo contato. Durante o atendimento os usuários respondem questionamentos sobre o estado de saúde e podem tirar dúvidas com os especialistas. 

Para a secretária de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué, a Central tem a missão de otimizar os serviços de saúde e de evitar que os usuários SUS procurem de maneira inadequada as unidades durante o período de pandemia. “O sistema foi idealizado para viabilizar uma comunicação efetiva entre os moradores de Goiânia e a SMS. Tirando dúvidas pelo WhatsApp ou ligando, muitas pessoas não precisarão sair de casa. Isso representa mais segurança para todos”, garante.

Se durante o atendimento virtual os pacientes informarem a presença de sintomas leves, como coriza, febre baixa e quadro gripal, a Central realiza imediatamente a notificação e encaminha o usuário para o serviço de Telemedicina da SMS, que oferece acompanhamento médico diário via chamadas de vídeos.

Os serviços da unidade são realizados das 7h às 13h e das 13h às 19 todos os dias da semana, inclusive nos feriados. Nos demais horários, das 19h às 7h, o atendimento é eletrônico, informando e instruindo o usuário sobre os horários de funcionamento do serviço. Para entrar em contato com a Central Humanizada de Orientações sobre a Covid-19 por telefone basta ligar no (62) 3267-6123.

Continue Lendo