Conecte-se conosco

Estado

Goiás lidera rankings no Brasil nos setores de educação, segurança pública e saúde

“É algo inédito, o país nunca assistiu nada parecido”, afirma governador Ronaldo Caiado ao citar performance positiva do Estado nos três setores fundamentais para população. Ele fez a referência durante evento que celebrou primeiro lugar no Ideb

Publicado

em

“Somos o primeiro lugar em atendimento na área de saúde do país, segundo o IBGE. Pelo Ministério da Justiça, somos o primeiro lugar no combate à criminalidade. É o reconhecimento nacional”, citou governador Ronaldo Caiado nesta terça-feira (15/09), ao celebrar, no Palácio das Esmeraldas, a conquista da liderança também na educação pública. “É algo inédito, o país nunca assistiu nada parecido”, pontuou.

“É a primeira vez que se imprime um mapa onde temos, ali, apenas bem colocado o nosso Estado de Goiás”, destacou, ao apontar o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Goiás atingiu a maior nota do Ideb 2019 na avaliação do ensino médio, em todo o Brasil, com 4,8. Também se tornou a única unidade da Federação a bater a meta individual estipulada para o ano de 2019. Além disso, o patamar alcançado foi superior ao registrado nacionalmente, de 4,2.

Sobre a segurança pública, os resultados positivos também são recorrentes. Em agosto, o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, esteve em Goiás e confirmou que o Estado é líder no que se refere às ações de combate à criminalidade no país. Os indicadores de 2019 em relação a 2018 mostraram redução de homicídios (-21,8%), latrocínio (-43,8%), roubo de veículos (-57,89%), roubo de carga (-59,82%), roubo a instituição financeira (-83,33%) e roubo em propriedade rural (-13,9%).

E números que continuam em queda em 2020 em relação a 2019. De janeiro a julho, houve declínio no número de homicídios (-15,52%), latrocínios (-33,33%), roubo de veículos (-40%), roubo de cargas (-39,82%), roubo a instituição financeiras (-100%) e roubo em propriedades rurais (-43,72%). “Quero saudar o povo de Goiás e parabenizá-lo pela gestão transformadora que o governador Ronaldo Caiado vem fazendo à frente do Estado”, disse o ministro André Mendonça, à época.

Na área da saúde, a situação é semelhante. Goiás liderou o ranking nacional de pessoas que procuraram e conseguiram atendimento médico no Brasil. O resultado foi atestado pela Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2019, divulgada no início de agosto, pelo IBGE. De acordo com o estudo, cerca de 1,1 milhão de goianos procuraram atendimento de saúde nas duas últimas semanas anteriores à data da pesquisa. Destes, 90,1% conseguiram atendimento. Número acima da média nacional, que foi de 86,1%.

O trabalho da atual gestão garantiu o investimento de 12,01% da receita corrente líquida de Goiás em ações e serviços públicos de saúde, totalizando o pagamento efetivo de R$ 2,28 bilhões no ano passado. A legislação estabelece que o Estado tem a obrigação de aplicar, no mínimo, 12% dos recursos arrecadados em despesas com saúde.

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Protegido: Acesse aqui a versão digital desta terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Publicado

em

Por

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Continue Lendo

Estado

DETRAN | Inscrições da CNH Social podem ser feitas até pelo celular

Saiba como concorrer a uma das 4.014 vagas abertas para quem deseja tirar a habilitação de graça

Publicado

em

Por

O Governo de Goiás, por meio do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás, está oferecendo 4.014 vagas para pessoas de baixa renda, com Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico) ativo, que desejem obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), adicionar ou mudar a categoria do documento gratuitamente. As inscrições estão abertas de 18 de setembro a 18 de outubro exclusivamente no site da autarquia, e podem ser realizadas até pelo celular.

Para concorrer em uma das categorias – urbana, rural ou estudantil – os estudantes devem ter entre 18 e 25 anos, estar com cadastro ativo no CadÚnico, ter cursado integralmente e concluído o ensino médio na rede pública estadual. Para essa modalidade, um dos critérios de desempate será a nota média apurada pela Secretaria de Educação do Estado de Goiás.

Para conquistar uma vaga na modalidade Urbana ou Rural é necessário ter idade igual ou superior a 18 anos, estar inscrito e ativo no CadÚnico, saber ler e escrever, e atender aos critérios estabelecidos pelo Código Brasileiro de Trânsito e pelas leis estaduais 20.637/2019 e 20.834/2020. Cinco por cento das vagas serão destinadas a pessoas com deficiência.

Saiba como se inscrever

Se candidatar a uma das vagas do programa é gratuito e rápido. O interessado deve acessar o site www.detran.go.gov.br e clicar na aba CNH Social, localizada na barra horizontal na parte superior da tela. Quando abrir a página, deverá clicar em inscrições. Nesse momento, deverá optar para qual modalidade deseja se inscrever. Por isso, é importante saber os critérios exigidos para cada uma.

Após selecionar a modalidade, aparecerá uma tela para que o candidato preencha os dados pessoais. Quando preencher os campos obrigatórios, o postulante deverá certificar-se de que os dados estão corretos antes de clicar em avançar.

Preenchidos os dados pessoais, é hora de escolher se deseja fazer a primeira habilitação para motocicleta (A), automóvel de passeio (B), adicionar A ou B ou mudar de categoria B para D (ônibus). Feito isso, o candidato deve clicar em avançar.

Para finalizar a inscrição, o candidato deve selecionar aceito no termo de responsabilidade e no aviso de que as despesas referentes ao deslocamento para a entrega de documentação, exames, cursos e provas são de competência do postulante. Então é só avançar, e gerar o comprovante de inscrição.

Os contemplados recebem isenção de taxas como inclusão no Renach, Licença de Aprendizagem de Direção Veicular, agendamento de prova teórica, agendamento de exame prático, exame médico, psicológico e toxicológico caso necessite. A pessoa com deficiência classificada dentro do número de vagas também se abstém de pagar pela junta médica. Por meio de parcerias com os Centros de Formação de Condutores (CFCs), são oferecidos ainda o curso teórico de legislação de trânsito, as aulas práticas de direção e até três retestes gratuitos.

Goiânia, 21 de setembro de 2020.

Comunicação Setorial do Detran-GO.

Continue Lendo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com