Conecte-se conosco

Capital

Maior usina solar urbana do Brasil é instalada na cobertura de um supermercado em Goiânia

Publicado

em

Quem faz compras no Assaí Atacadista da Avenida Independência, em Goiânia (GO), ao lado do Parque Mutirama, não imagina, mas está embaixo da maior usina solar urbana do Brasil.

Com mais de 2.800 placas fotovoltaicas, ela foi construída na cobertura do supermercado e garantirá a produção de 1.500 MWh de energia limpa todos os anos. Para ter uma ideia, trata-se da quantidade de eletricidade gasta por 757 residências em um período de 12 meses.

A instalação foi feita em parceria com a consultoria internacional GreenYellow e deve reduzir em cerca de 40% os gastos com energia do Assaí Atacadista, que também possui outra iniciativa bem bacana relacionada à sustentabilidade. Desde 2014, algumas lojas do supermercado enviam seus resíduos orgânicos para compostagem. Assim, em vez de serem encaminhados para aterros sanitários, eles são transformados em adubo.

Goiânia é uma das cidades com o melhor potencial para geração de energia solar no Brasil, fica numa região conhecida com “Cinturão do Sol”. Além disso, o estado lançou uma série de medidas promotoras do desenvolvimento da energia solar fotovoltaica e as demais fontes renováveis, chamado Programa Goiás Solar, com o objetivo de transformar o estado em referência nacional no assunto.

Relacionado: Equipamentos de energia solar serão isentos de ICMS em Goiás 

Uma grande rede de supermercados  aproveitou esse potencial e instalou na cobertura de sua nova loja uma planta solar com mais de 2.800 placas fotovoltaicas em uma área de aproximadamente 8 mil m², que geram uma potência máxima de 920 kWp. A capacidade total da instalação da maior usina solar urbana do Brasil equivale a uma economia de 40% do consumo de energia elétrica da unidade, similar ao que é consumido pelo sistema de ar-condicionado e iluminação de toda a unidade. Ao longo dos 25 anos, previstos para sua operação, a loja evitará a emissão de quase 3 mil toneladas de CO2, o equivalente a quase 18 mil árvores plantadas e uma economia de R$ 2,6 milhões.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Capital

Gestão Iris: veja agora fotos do andamento da ponte da Leste-Oeste sobre Marginal Botafogo

Nesse sábado (6/6) será executada a concretagem de uma das lajes da ponte. O trânsito na Marginal Botafogo ficará interditado durante todo o dia nos dois sentidos da pista. O secretário Dolzonan Mattos estará no local, às 8h, para atender a imprensa sobre o andamento da obra. Em frente à Estação da Moda (entrada pela Avenida Contorno).

Publicado

em

Por

Iniciadas no dia 20 de janeiro, as obras de construção da ponte da Avenida Leste-Oeste sobre a Marginal Botafogo avançam para um estágio importante nesse sábado (6/6), com a concretagem de uma das lajes da ponte. Durante os serviços, que serão executados entre 6h e 18h, o tráfego de veículos na Marginal será bloqueado nos dois sentidos da pista.

De acordo com o projeto, as pistas da Avenida Leste-Oeste sobre a Marginal formam dois elementos em concreto armado, estruturalmente justapostos, com 13 m de largura e 53 m de comprimento. No sábado será concretada a laje inferior de um dos viadutos que consumirá 140 m3 de concreto. Após 30 dias, será concretada a outra laje.

A obra de arte possui ainda duas faixas de segurança de 1,50 m, duas faixas de rodagem de 3,50 m, uma faixa de pedestres de 2,0 m, duas barreiras guarda-rodas de 0,40 m e uma barreira guarda corpo de 0,20 m rígidos, de concreto armado, que totalizam uma largura constante de 13,0 m. Comprimento de 53 m.

Trânsito

Para o serviço, o trânsito na Marginal Botafogo será bloqueado nos dois sentidos do fluxo, no cruzamento da Rua 67-A, sendo: no sentido Norte-Sul, na alça de acesso da confluência com a Rua 44; e no sentido Sul-Norte, na alça de acesso da confluência com a Avenida Independência.

Avenida Leste-Oeste

Tramo Leste

Valor: R$ 32.827.407,49 (valor contratual)

Início da obra: 15 de julho de 2019

Previsão de conclusão: Final de 2020

Estágio da obra: Bueiros do Córrego Palmito e do Córrego da Onça estão concluídos. Entre a Av. Rasmussen e a Rua L-8, no Bairro Feliz (chácara Jaime Câmara), a rede de drenagem e o muro de arrimo foram concluídos e está iniciando a pavimentação. Iniciando a pavimentação também do trecho entre o bueiro do Córrego da Onça e a Rua 402, na Vila Viana. Os muros de arrimo na Praça do Trabalhador, entre a Rua 44 e a Rua 68, e entre as ruas L 13 e L 10, no Bairro Feliz, foram concluídos. Rede de águas pluviais entre a Praça do Trabalhador com lançamento no Córrego Botafogo concluídas.

E executada a terraplanagem entre a 44 e a Marginal Botafogo e em execução entre a Avenida Perdiz e Avenida Manchester, no Setor Parque Industruial.

Tramo Oeste

Valor: R$ 5,5 milhões (recursos próprios)

Início da obra: final de fevereiro/2020

Previsão de conclusão: 180 dias

Estágio da obra: em execução a rede de drenagem e pavimentação do primeiro trecho

Nara Serra, da editoria de Infraestrutura

Continue Lendo

Capital

Gestão Iris inicia, na segunda (08), reconstrução asfáltica do Setor Bueno. Confira cronograma com ruas e avenidas

Serviços começam na segunda-feira (8/6) e não haverá mudanças no trânsito, mas a Prefeitura alerta aos motoristas para não deixarem os carros estacionados nas vias nos dias de operação

Publicado

em

Por

A Prefeitura de Goiânia inicia na segunda-feira (8/6) a reconstrução asfáltica em sete ruas do Setor Bueno. Até o sábado (13/6), os serviços serão executados durante o dia, entre 7h e 18h. Para a execução dos trabalhos, não haverá alteração no trânsito, mas a administração alerta para que motoristas não deixem os carros parados nas vias que serão beneficiadas nos dias de operação. Em Campinas, os serviços continuarão à noite, entre 20h e 5h, nas mesmas vias onde já estão sendo realizados.

Na região do Bueno, os serviços serão executados conforme a programação:

dia 8 – Rua T-51, entre a Rua T-28 e Rua T-30 e entre Rua T-30 e Avenida T-3

dias 8, 9 e 10 – Rua T-53, entre Av. T-3 e Av. 85

dias 9 e 10 – Rua T-50, entre Av. T-1 e Av. T-3

dias 10 e 11 – Rua T-49, entre Rua T-28 e Av. T-3; e Rua T-48, entre Av. T-1 e Av. T-3

dias 11, 12 e 13 – Rua T-36, entre Av. T-63 e Av. T-11

dias 12 e 13 – Rua T-37, entre Av. T-63 e Av. T-11

“De acordo com o nosso cronograma, o tempo de execução em cada rua é de no máximo três dias e pedimos aos moradores que não deixem os carros nessas ruas, durante os dias de operação, para não atrasar os serviços”, alerta o secretário da Seinfra, Dolzonan da Cunha Mattos.

Após trinta e oito dias do início dos serviços, vários trechos já foram concluídos, como as Avenidas Mutirão e Castelo Branco e a Rua T-52 (Setor Bueno) e a Av. Minas Gerais (Campinas). Está em fase de conclusão a Av. Alvicto Ozório Nogueira (Jardim Guanabara III).

Os serviços estão em andamento na Avenida Castelo Branco (Setor Rodoviário) e nas avenidas Mato Grosso, Alberto Miguel e Perimetral e Ruas Pouso Alto, Santa Luzia, Quintino Bocaiúva, José Hermano e Senador Jaime (Campinas) e Av. Nazareth e Rua Iguaçu (Jd. Guanabara).

Nara Serra, da editoria de Infraestrutura

Continue Lendo