Conecte-se conosco

Brasil

Manifesto dos jogadores da Seleção Brasileira é vazio e político

Publicado

em

Os jogadores da Seleção Brasileira divulgaram o manifesto sobre os seus posicionamentos em relação à disputa da Copa América. O atacante Richarlison foi o primeiro a divulgá-lo numa das suas redes sociais.

O texto diz o seguinte:

MAIS
“Quando nasce um brasileiro, nasce um torcedor. E para os mais de 200 milhões de torcedores escrevemos essa carta para expor nossa opinião quanto a realização da Copa América.

Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil.

Todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado em sua realização.

É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia mídia estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros.

Por fim, lembramos que somos trabalhadores, profissionais do futebol. Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à Seleção Brasileira.”

O blog considerou a posição vazia e política, sim. Não houve gritaria e reclamações com a competição previamente marcada para Argentina e Colômbia.

Óbvio que o conflito estava associado a um desentendimento com o presidente Rogério Cabloco. Provavelmente, os jogadores souberam que Tite seria demitido por Rogério Caboclo e bateram na mesa que não jogariam a Copa América, caso o técnico fosse dispensado.

Na sexta-feira, Casemiro deixou tudo no ar, porque já existia a insatisfação com a determinação de Caboclo. Como Caboclo caiu antes do confronto contra o Paraguai, os rumos do “protesto” mudaram, com Marquinhos afirmando que ninguém disse que não vestiria a camisa da Seleção, apesar de Casemiro ter dito que todos sabiam da posição do selecionado.

Tite não quis responder a pergunta óbvia solicitada pelo blog no meu twitter, se ele pediria demissão e os jogadores não disputariam a Copa América, caso Caboclo continuasse no cargo?

Tite deu de ombros porque Caboclo não faz mais parte das decisões.

Rei morto, Rei posto. Afinal, o Cel. Nunes cravou: “Em time que se ganha, não se mexe”.

Tite está garantido e consolidado no cargo. No campo, o trabalho é muito bom. Fora, um conjunto vazio.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Criança de 6 anos tem traumatismo craniano após cair de atração no Beto Carrero World

Publicado

em

Por

Uma criança de 6 anos foi levada ao hospital em estado grave após cair de uma atração no Beto Carrero World em Penha, no Litoral Norte catarinense, no sábado (19). Segundo a administração do local, o menino estava na estrutura de uma estátua de um gorila, onde os visitantes costumam tirar fotos, quando ocorreu o acidente. Ele foi operado e o quadro de saúde é considerado grave.
O garoto foi levado ao pronto-socorro e depois encaminhado ao hospital. Ele sofreu traumatismo craniano, segundo uma familiar.
O acidente ocorreu por volta das 16h e estava chovendo no local. A família do menino, que é de Curitiba (PR), estava comemorando o aniversário da criança no parque temático.
De acordo com o Hospital Pequeno Anjo, em Itajaí, na mesma região, nesta segunda-feira (21) a situação do menino era estável e ele seguia internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), respirando com ajuda de aparelho.
Em nota, o Beto Carrero World afirmou que atendeu o menino após a queda e que está prestando apoio para a família.

Continue Lendo

Brasil

Enfermeiro carrega no colo homem com deficiência após vacinação: empatia

Publicado

em

Por

Não cansamos de homenagear os profissionais da saúde, nossos heróis da vida real nessa pandemia. Agora é a vez do enfermeiro que carregou no colo um paciente com deficiência, depois de vaciná-lo, para que ele não se arrastasse no chão.

O nome desse profissional brasileiro cheio de empatia e solidariedade é Elionaldo Venâncio. Ele trabalha em Campina Grande, na Paraíba.

As fotos de Elionaldo vacinando e depois carregando o paciente até a motocicleta adaptada receberam muitos elogios nas redes sociais.

Elas foram postadas no perfil da Secretaria Municipal de Saúde de Campina Grande.

A história

Ao ver a deficiência do homem que foi até a Unidade Básica de Saúde (UBS) Ronaldo Cunha Lima para se vacinar, Elionaldo o atendeu prontamente.

Primeiro colocou o homem em uma cadeira e aplicou a vacina.

Na hora de ir embora, Elionaldo pegou o homem nos braços, o levou para o lado de fora da UBS e o colocou na moto adaptada, para que seguisse para casa.

Elogios ao enfermeiro

A Secretaria de Saúde postou a história no Instagram na última terça-feira, 15, dizendo:

“Uma imagem que diz tudo. O enfermeiro Elionaldo Venâncio, da UBS Ronaldo Cunha Lima, vacinou um cidadão atendido na unidade que tem deficiência e depois levou o homem no braço para a sua motocicleta adaptada. É sobre isso!”.

O post teve quase 5 mil curtidas e centenas de elogios ao enfermeiro:

“Aplausos! Amor ao próximo é isso”, escreveu uma seguidora.

“Parabéns um gesto de amor”, comentou outra.

“Grande Léo! És um exemplo para todos nós”, disse outra

Continue Lendo