Conecte-se conosco

Estado

Na cidade de Goiás, Caiado ressalta integração entre Estado e igreja para vencer pandemia e diz que compromisso é salvar vidas

Governador e primeira-dama, Gracinha Caiado, participam da celebração de acolhida do novo bispo Dom Jeová Elias Pereira. “Vamos pedir às pessoas que se conscientizem e tenham gestos de solidariedade e de amor ao próximo para que possamos sair dessa situação”, afirma, sobre enfrentamento com a Covid-19

Publicado

em

A integração entre igreja e Estado deu o tom à fala do governador Ronaldo Caiado, que esteve na cidade de Goiás, neste domingo (13/09), para a celebração de acolhida do novo bispo da Diocese de Goiás, Dom Jeová Elias Pereira. “Vamos pedir às pessoas que se conscientizem e tenham gestos de solidariedade e de amor ao próximo para que possamos sair dessa pandemia”, ressaltou sobre o combate à Covid-19 e às suas consequências. “Dentro da minha formação religiosa e dentro da minha formação profissional, este é meu compromisso: salvar vidas. É algo que tem sido minha trajetória e, no exercício do meu mandato como governador, o meu objetivo principal”, pontuou.

Caiado citou o feriado prolongado de 7 de Setembro, quando foram registradas aglomerações nos municípios turísticos e pediu que todos estejam atentos às suas responsabilidades. “Foi um total desrespeito às famílias daqueles que já faleceram de Covid-19 e também aos protocolos sanitários”, reiterou.

Ao lado da coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, o governador lembrou que a construção da Igreja de Sant’Ana contou com a participação dos avós dele. “Nada melhor do que estarmos aqui, hoje, professando a fé em um momento difícil, de uma pandemia, em que todos estamos vivendo uma forma diferente no sentido de também proteger vidas e não disseminar um vírus.” E completou: “Ao mesmo tempo, pedimos a Deus que nos oriente para buscarmos cada vez mais energia e superação de todas as dificuldades que estamos enfrentando”.

Ao final, Ronaldo Caiado pediu que cada pessoa faça sua parte na consolidação de um Estado mais humanitário. “Essa é a hora de todos nós, de uma forma harmônica, superarmos todo e qualquer problema. Precisamos de pessoas que tenham o sentimento de solidariedade e de amor ao ser humano, independente da sua condição social”, pediu.

*Mudança na Diocese*

Dom Jeová Elias Pereira veio de Brasília e, em maio último, foi nomeado pela Santa Sé para assumir a Diocese de Goiás no lugar de Dom Eugênio Rixen, que agora se torna bispo emérito. Sob um rígido protocolo de segurança sanitária, a celebração ocorreu na Igreja Matriz de Sant’Ana, localizada no Centro histórico de Goiás.

Com discurso de esperança, amor e caridade, o novo Bispo da Diocese de Goiás, Dom Jeová Elias, pediu pelo fim das diferenças e por atitudes que ajudem os menos favorecidos. “Chega de intolerância contra o diferente, contra os que sofrem. O perdão é instrumento para o reencontro da modernidade”, afirmou durante a homilia. A fala do novo bispo marca a continuidade do trabalho pastoral da Diocese de Goiás, criada em 1745, e que tem reconhecimento internacional com as obras sociais de Dom Tomás Balduíno, bispo que antecedeu Dom Eugênio Rixen.

À frente da região do Vale do Araguaia há 21 anos, Dom Eugênio Rixen permanecerá como bispo emérito e no exercício de seu ministério durante toda a vida. “Sou muito grato pelo acolhimento e carinho do povo goiano e vou continuar servindo a Deus e à igreja, na defesa dos menos favorecidos”, disse.

Prefeita de Goiás, Selma Bastos reconheceu a dedicação de Dom Eugênio à população do município e de toda a região do Vale do Araguaia, que trabalhou “sempre em prol do bem comum, das questões sociais e na busca de políticas públicas para melhorar a vida das pessoas”. Ao novo diocesano, ela desejou boas-vindas. “É um homem conciliador e justo, e que traz consigo uma grande bagagem, o que de certa forma me tranquiliza e alegra. Como católica e prefeita, me coloco inteiramente à disposição”, pontuou.

Também participaram da celebração os padres Luiz Cláudio da Silva, representante da Prelazia de São Félix de Araguaia; Padre Daniel Bertuzzi, representante do clero; Irmã Pacha López, representante da vida religiosa; Edivânio Antônio da Silva, representante leigo da Diocese de Goiás; Dom Valdemar Passini Dalbelo, presidente do Regional Centro-Oeste da CNBB; e Aguinel Lourenço, CPT; e vereadores.

Fotos: Hegon Corêa

*Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Protegido: Acesse aqui a versão digital desta terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Publicado

em

Por

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Continue Lendo

Estado

DETRAN | Inscrições da CNH Social podem ser feitas até pelo celular

Saiba como concorrer a uma das 4.014 vagas abertas para quem deseja tirar a habilitação de graça

Publicado

em

Por

O Governo de Goiás, por meio do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás, está oferecendo 4.014 vagas para pessoas de baixa renda, com Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico) ativo, que desejem obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), adicionar ou mudar a categoria do documento gratuitamente. As inscrições estão abertas de 18 de setembro a 18 de outubro exclusivamente no site da autarquia, e podem ser realizadas até pelo celular.

Para concorrer em uma das categorias – urbana, rural ou estudantil – os estudantes devem ter entre 18 e 25 anos, estar com cadastro ativo no CadÚnico, ter cursado integralmente e concluído o ensino médio na rede pública estadual. Para essa modalidade, um dos critérios de desempate será a nota média apurada pela Secretaria de Educação do Estado de Goiás.

Para conquistar uma vaga na modalidade Urbana ou Rural é necessário ter idade igual ou superior a 18 anos, estar inscrito e ativo no CadÚnico, saber ler e escrever, e atender aos critérios estabelecidos pelo Código Brasileiro de Trânsito e pelas leis estaduais 20.637/2019 e 20.834/2020. Cinco por cento das vagas serão destinadas a pessoas com deficiência.

Saiba como se inscrever

Se candidatar a uma das vagas do programa é gratuito e rápido. O interessado deve acessar o site www.detran.go.gov.br e clicar na aba CNH Social, localizada na barra horizontal na parte superior da tela. Quando abrir a página, deverá clicar em inscrições. Nesse momento, deverá optar para qual modalidade deseja se inscrever. Por isso, é importante saber os critérios exigidos para cada uma.

Após selecionar a modalidade, aparecerá uma tela para que o candidato preencha os dados pessoais. Quando preencher os campos obrigatórios, o postulante deverá certificar-se de que os dados estão corretos antes de clicar em avançar.

Preenchidos os dados pessoais, é hora de escolher se deseja fazer a primeira habilitação para motocicleta (A), automóvel de passeio (B), adicionar A ou B ou mudar de categoria B para D (ônibus). Feito isso, o candidato deve clicar em avançar.

Para finalizar a inscrição, o candidato deve selecionar aceito no termo de responsabilidade e no aviso de que as despesas referentes ao deslocamento para a entrega de documentação, exames, cursos e provas são de competência do postulante. Então é só avançar, e gerar o comprovante de inscrição.

Os contemplados recebem isenção de taxas como inclusão no Renach, Licença de Aprendizagem de Direção Veicular, agendamento de prova teórica, agendamento de exame prático, exame médico, psicológico e toxicológico caso necessite. A pessoa com deficiência classificada dentro do número de vagas também se abstém de pagar pela junta médica. Por meio de parcerias com os Centros de Formação de Condutores (CFCs), são oferecidos ainda o curso teórico de legislação de trânsito, as aulas práticas de direção e até três retestes gratuitos.

Goiânia, 21 de setembro de 2020.

Comunicação Setorial do Detran-GO.

Continue Lendo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com