Conecte-se conosco

Capital

Nome referência do MP-GO, Fernando Krebs acha que novo PGJ deve explicar declaração de personalismo na instituição

Aylton Vechi, novo Procurador-Geral de Justiça, empossado na última sexta-feira, 8, disse, no seu discurso de posse, que vai trabalhar para que a instituição seja maior do que qualquer nome dentro do Ministério Público

Publicado

em

O novo procurador-geral de Justiça do Estado de Goiás, Aylton Vechi, disse, no seu discurso de posse, na última sexta-feira, 8, que fará uma orientação no sentido de que a entidade seja maior do que qualquer nome ou interesse pessoal.

“Os senhores não verão personalismos, ou a ‘minha pessoa’ tratando as coisas, mas a instituição”, disse Vechi, o terceiro colocado da lista tríplice que foi enviada ao governador Ronaldo Caiado e que assume a chefia do Ministério Público de Goiás para o biênio 2019-2020 no lugar de Benedito Torres, o mais votado da lista.

Referência quando se fala em Ministério Público em Goiás, o promotor Fernando Krebs, titular da 57ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, disse ter ficado sem entender a declaração do novo PGJ e acha que ele deve explicar melhor o que realmente quis dizer com sua declaração.

“O Aylton Vechi tem que explicar essa declaração. Ao que ele se refere ou a quem se refere? Ele tem que ser mais explícito, foi muito vago”, disse.

Krebs é um dos mais atuantes membros do Ministério Público goiano e tem se notabilizado por suas ações em defesa do patrimônio público e combate à corrupção no âmbito do Estado de Goiás. Também é muito ativo nas redes sociais e exerce grande influência no Twitter, uma mídia social que tem grande repercussão política.

De acordo com o promotor, os membros do Ministério Público têm total autonomia funcional para desempenhar suas funções e que ao Procurador-Geral cabe, apenas, atribuições administrativas, não podendo, em hipótese alguma, interferir no trabalho de promotores e/ou procuradores.

“O promotor se comporta dentro da legalidade da forma que achar mais correta”, explica Fernando Krebs.

 

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Capital

Andrey Azeredo manda recado para Francisco Júnior: “não existem projetos para o futuro renegando experiências do passado”

Vereador de Goiânia pelo MDB, Andrey chama de oportunismo a discussão lançada pelo deputado federal e pré-candidato à Prefeitura de Goiânia, que chamou de improviso a gestão do atual prefeito Iris Rezende. Francisco Júnior foi secretário de Iris durante o 2º mandato do emedebista, entre 2005 e 2008

Publicado

em

Por

O vereador de Goiânia Andrey Azeredo (MDB) usou a sua conta do Twitter para mandar um recado ao pré-candidato a prefeito de Goiânia pelo PSD, deputado federal Francisco Júnior. Andrey questiona a atitude do deputado, que chamou de improvisada a gestão de Iris Rezende à frente do executivo municipal. Segundo o emedebista, não existe projeto para o futuro renegando as experiências do passado.

Andrey lembrou que Francisco Júnior foi secretário do prefeito Iris Rezende durante o segundo mandato do decano emedebista (2005-2008) e que coube ao deputado a coordenação do último plano diretor da cidade, aprovado em 2007. “Aquele mesmo plano diretor foi uma das bandeiras que elegeu Francisco Júnior vereador pela base irista”, lembra o vereador.

Azeredo disse lamentar que o deputado Francisco Júnior tenha ficado tanto tempo fora e que volte agora, com motivação eminentemente eleitoral, para criticar as gestões dos últimos 15 em Goiânia. “Lamento que a ingratidão seja o pano de fundo de suas movimentações para 2020”, disse o vereador diretamente ao deputado.

“Posso dizer que, como homem público, vivo Goiânia há mais de 15 anos. Reconheço os avanços e tenho bom senso para admitir as dificuldades que precisam ser contornadas. Trabalho por melhorias e oportunidades para todos. Discuto e procuro soluções para os problemas”, disse Andrey.

O vereador fez um balanço da gestão Iris Rezende, lembrou as dificuldades encontradas e o grande volume de obras lançadas na Capital e aconselhou Francisco Júnior: “não se deve subestimar o eleitor. A atual gestão tem tocado grandes obras, como na área da mobilidade. Desconsiderar iniciativas como o viaduto da avenida Jamel Cecílio, ou a trincheira da avenida 90, onde passará o BRT, é se pautar por um viés oposicionista por mero oportunismo”, encerrou.

Continue Lendo

Capital

FOTOS | Obras na Avenida Goiás estão à todo vapor e seguem ritmo acelerado

Publicado

em

Por

Goiânia se tornou um canteiro de obras! Os projetos, que estão por toda parte, não param de avançar. Neste início de semana a prefeitura de Goiânia está concretando a pista do BRT da Avenida Goiás. Hoje, a frente de trabalho está concentrada entre Avenida Paranaíba e a Rua 5. 🚧👷🏽‍♂

Continue Lendo