Conecte-se conosco

Capital

Recursos disponíveis e decreto que pune empresas faltosas garantem conclusão das obras em Goiânia

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos de Goiânia (Seinfra), todas as obras em andamento e outras que serão lançadas em breve serão entregues até o fim de 2020. Segundo ele, as chuvas não vão atrapalhar o andamento das obras

Publicado

em

Corroborando as palavras do próprio prefeito Iris Rezende, que já havia garantido a completa conclusão das obras já iniciadas em Goiânia, e outras que serão lançadas em breve, até o fim da sua gestão, em 2020, o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Matos, também garantiu que as obras serão entregues no prazo estabelecido e nenhuma delas irá extrapolar o atual mandato.

Em entrevista, Dolzonan Matos afirmou que nem mesmo o início do período chuvoso irá atrapalhar o andamento das várias obras que estão sendo executadas em Goiânia. “O risco é muito pequeno. Lá no BRT, na Rua 90, tem bomba para retirar a água. Na Praça do Trabalhador tem essa questão também e estamos trabalhando em conjunto com a Feira Hippie e da Madrugada, mas vamos entregar ambas no final de novembro agora”, diz o secretário.

Nos últimos meses, Goiânia se transformou num verdadeiro canteiro de obras. Além das obras do BRT, marcada sobretudo pela construção da trincheira da Rua 90 com a Avenida 136, estão em andamento a construção do complexo viário no cruzamento das Avenidas Jamel Cecílio, Marginal Botafogo e Leopoldo de Bulhões, no Setor Pedro Ludovico; a construção de um viaduto sobre a BR-153, na altura da antiga Celg; Asfaltamento de cerca de 13 bairros; construção da Maternidade Oeste, no conjunto Vera Cruz I; requalificação da Praça do Trabalhador, no centro; construção da continuação da Avenida Leste/Oeste, no sentido Praça do Trabalhador/GO-403, rodovia de acesso a Senador Canedo; ponte sobre o córrego cascavel, ligando a Vila Alpes ao Jardim América e, prestes a iniciar, a reconstrução asfáltica de 630 km de ruas e avenidas de 107 bairros de Goiânia.

No último dia 18 de setembro, o prefeito Iris Rezende assinou decreto que endurece as penas para empresas que deixarem de cumprir os contratos assumidos com a administração municipal. De acordo com o documento, as penalidades para empreiteiras que abandonarem as obras ou não entregá-las no prazo pactuado vão desde advertência até o impedimento de licitar e contratar com o Município de Goiânia e do descredenciamento no Registro Cadastral de Fornecedores Pessoas Físicas e Jurídicas da Administração Pública Municipal, além de multa civil.

Matos lembra que um dos principais motivos que acabam culminando com a paralisação de obras públicas é, sem dúvidas, a falta de recursos, o que, segundo ele, é um risco que não existe atualmente, já que a Prefeitura conta com recursos em caixa para terminar todas as obras iniciadas e as que estão sendo licitadas.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Capital

Andrey Azeredo manda recado para Francisco Júnior: “não existem projetos para o futuro renegando experiências do passado”

Vereador de Goiânia pelo MDB, Andrey chama de oportunismo a discussão lançada pelo deputado federal e pré-candidato à Prefeitura de Goiânia, que chamou de improviso a gestão do atual prefeito Iris Rezende. Francisco Júnior foi secretário de Iris durante o 2º mandato do emedebista, entre 2005 e 2008

Publicado

em

Por

O vereador de Goiânia Andrey Azeredo (MDB) usou a sua conta do Twitter para mandar um recado ao pré-candidato a prefeito de Goiânia pelo PSD, deputado federal Francisco Júnior. Andrey questiona a atitude do deputado, que chamou de improvisada a gestão de Iris Rezende à frente do executivo municipal. Segundo o emedebista, não existe projeto para o futuro renegando as experiências do passado.

Andrey lembrou que Francisco Júnior foi secretário do prefeito Iris Rezende durante o segundo mandato do decano emedebista (2005-2008) e que coube ao deputado a coordenação do último plano diretor da cidade, aprovado em 2007. “Aquele mesmo plano diretor foi uma das bandeiras que elegeu Francisco Júnior vereador pela base irista”, lembra o vereador.

Azeredo disse lamentar que o deputado Francisco Júnior tenha ficado tanto tempo fora e que volte agora, com motivação eminentemente eleitoral, para criticar as gestões dos últimos 15 em Goiânia. “Lamento que a ingratidão seja o pano de fundo de suas movimentações para 2020”, disse o vereador diretamente ao deputado.

“Posso dizer que, como homem público, vivo Goiânia há mais de 15 anos. Reconheço os avanços e tenho bom senso para admitir as dificuldades que precisam ser contornadas. Trabalho por melhorias e oportunidades para todos. Discuto e procuro soluções para os problemas”, disse Andrey.

O vereador fez um balanço da gestão Iris Rezende, lembrou as dificuldades encontradas e o grande volume de obras lançadas na Capital e aconselhou Francisco Júnior: “não se deve subestimar o eleitor. A atual gestão tem tocado grandes obras, como na área da mobilidade. Desconsiderar iniciativas como o viaduto da avenida Jamel Cecílio, ou a trincheira da avenida 90, onde passará o BRT, é se pautar por um viés oposicionista por mero oportunismo”, encerrou.

Continue Lendo

Capital

FOTOS | Obras na Avenida Goiás estão à todo vapor e seguem ritmo acelerado

Publicado

em

Por

Goiânia se tornou um canteiro de obras! Os projetos, que estão por toda parte, não param de avançar. Neste início de semana a prefeitura de Goiânia está concretando a pista do BRT da Avenida Goiás. Hoje, a frente de trabalho está concentrada entre Avenida Paranaíba e a Rua 5. 🚧👷🏽‍♂

Continue Lendo