Conecte-se conosco

Esportes

Revoltada com arbitragem, Chape pedirá anulação de jogo contra o Goiás

Plinio David de Nes Filho, o Maninho, reclama de pênalti marcado para o Esmeraldino e de expulsão de Bruno Pacheco

Publicado

em

mandatário da Chape reclamou de decisões da arbitragem — Foto: Sirli Freitas/Chapecoense

Derrotada por 3 a 1 para o Goiás na noite desta segunda-feira, a Chapecoense promete pedir a anulação do jogo. Em entrevista para a rádio Oeste Capital, ainda no Serra Dourada, o presidente Plinio David de Nes Filho, o Maninho, criticou a atuação da equipe de arbitragem e disse que entrará com o pedido de cancelamento.

Segundo o mandatário, as decisões na marcação do pênalti de Márcio Araújo em Léo Sena e a expulsão de Bruno Pacheco, no segundo tempo, foram erradas e prejudicaram a Chapecoense. Na visão de Maninho, houve despreparo e falta de competência da equipe comandada por Igor Benevenuto.

Uma arbitragem despreparada prejudicou a Chapecoense no pênalti que não existiu e depois ele deveria consultar o VAR no cartão vermelho, assim como foi com o Nikão, em São Paulo, quando anulou a expulsão. Vai ver que ele entrou na bola e pegou o jogador depois. Viria que merecia o cartão amarelo – disse o presidente.

“O futebol está comprometido pela falta de competência. Estamos solicitando o cancelamento da partida pelos erros que ocorreram aqui no jogo de hoje. Alguém tem que começar a tomar atitude.”

Com sete pontos, a Chapecoense está fora do Z-4, mas empatado em pontos com o Fortaleza, que abre a zona da degola. Na próxima rodada, a última antes da parada da Copa América, o Verdão recebe o Fluminense, na Arena Condá.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Renda no Maracanã será uma das maiores receitas da história do Flamengo: 7 a 8 milhões de reais

Publicado

em

Por

O Flamengo terá uma das maiores rendas de bilheteria da sua história na semifinal da Libertadores diante do Grêmio. A estimativa é de que o número, ainda em apuração, fique entre R$ 7 milhões e R$ 8 milhões. Os ingressos já estão todos vendidos.

A maior bilheteria rubro-negra foi obtida na final da Copa do Brasil contra o Athletico-PR, em 2013. Naquela ocasião, o ticket médio foi mais alto porque o sócio-torcedor do clube não estava tão expandido e a diretoria tinha como política vender ingressos mais caros. Isso gerou uma renda de R$ 9,7 milhões (corrigido pela inflação o valor atinge R$ 13,4 milhões).

A segunda maior bilheteria foi na final da Copa do Brasil diante do Cruzeiro com R$ 7,039 milhões. Com a correção da inflação, o valor ficou em R$ 7,9 milhões. A final da Sul-Americana gerou R$ 6,7 milhões de renda (com a inflação fica em torno de R$ 7,6 milhões).

É nesse patamar que está prevista a renda da semifinal da Libertadores. O Flamengo, no entanto, terá gastos consideráveis com segurança para evitar a repetição da invasão vista na final da Sul-Americana contra o Independiente. Haverá uma operação com mais de 800 policiais e um perímetro de segurança para evitar a aproximação de quem não tem ingresso.

Ainda assim, o clube deve ficar com mais de 50% da renda bruta do jogo. Assim, é provável que o clube leve um valor superior a R$ 4 milhões.

Continue Lendo

Esportes

Goiás entra em campo neste domingo com transmissão pela TV. Confira detalhes e provável escalação

Publicado

em

Por

O Goiás visita a Chapecoense neste domingo (20), pela 27ª rodada, tentando manter a boa campanha no segundo turno do Brasileirão. A partida será transmitida pelo SporTV

Chapecoense e Goiás medem forças neste domingo (20), às 19h (de Brasília), na Arena Condá, em partida válida pela 27ª rodada do Brasileirão. O time da casa amarga a lanterna do campeonato com 16 pontos, 12 a menos que o Cruzeiro primeiro fora da zona de rebaixamento, enquanto o clube esmeraldino está em décimo com 37.

Vivendo uma situação extremamente delicada na competição nacional, a Chape precisa voltar a vencer para iniciar uma campanha de recuperação que se torna cada vez mais difícil a medida em que as rodadas avançam. O time comandado por Marquinhos Santos não vence há 11 jogos e sofreu uma grande frustração ao ser derrotado pelo Palmeiras com um gol aos 54 da segunda etapa na última rodada.

Já o Goiás passa por bom momento no segundo turno, com apenas uma derrota em sete jogos. Na partida anterior, o alviverde vencia o Corinthians de virada até os acréscimos da segunda etapa, quando sofreu o empate após um polêmico pênalti.

Provável escalação do Goiás

O técnico Ney Franco terá quatro desfalques para encarar a Chapecoense neste domingo (20). Rafael Moura e Michael, expulsos contra o Timão, Leandro Barcia, suspenso por acúmulo de cartões amarelos e Gilberto, machucado, são as ausências para o duelo.

Com tantos titulares fora e várias dúvidas, o Goiás deve entrar em campo com a seguinte escalação: Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Geovane (Breno), Yago Felipe, Léo Sena e Thalles; Rafael Papagaio e Rafinha (Kaio).

Continue Lendo