Conecte-se conosco

Capital

SINOPSE | Cezar Santos, sem papas na língua, fala sobre dificuldades da reeleição de Iris e estratégia de Vanderlan

Publicado

em


Por: Cezar Santos

SINOPSE

FRASE DA SEMANA

“Minha paciência esgotou com o governador Caiado. O governador é truculento, revanchista, não sabe lidar com o poder. Um governador precisa ser mais conciliador, mas ele não está aberto ao diálogo”
Deputado estadual Major Araújo (PSL)

TRABALHO
Qual é a melhor plataforma para quem quer se eleger/reeleger a cargo político? A resposta, obviamente, é mostrar trabalho a quem manda, o eleitor. O prefeito Gustavo Mendanha (MDB) lançou na segunda-feira, 10, mais uma edição, a 23ª, do Prefeitura em Ação. Durante uma semana, os moradores dos bairros Jardim Bonança, Vila Alzira, Jardim Palácios, Parque Primavera Transbrasiliana, Jardim Paraíso, Residencial Cândido de Queiroz, Jardim Monte Serrat e Parque Santa Cecília foram atendidos com o mutirão de serviços.

NO MEIO DO VENDAVAL
Quem diria que o bate-boca entre o ex-deputado Sandro Mabel, hoje presidente da poderosa Fieg, e o governador Ronaldo Caiado (DEM) sobre a vinda dos brasileiros que estavam na China para Anápolis poeria repercutir diretamente nas eleições deste ano em Aparecida de Goiânia? Pois é o que deve acontecer. Lembrando que o deputado federal Glaustin da Fokus (PSC) é aliado tanto de Mabel quanto de Caiado. O projeto de Glaustin fica, assim, “imprensado”. Sem ofensa a ninguém, o deputado ficou no meio de uma briga de “cachorros grandes”, como reza o dito popular.

TODOS CONTRA UM?
Na disputa pela Prefeitura de Goiânia, o senador Vanderlan Cardoso (PP), um dos pré-candidatos, fala que há tendência de todos se juntarem contra o prefeito Iris Rezende (MDB) no segundo turno. Pode até acontecer, mas é muito improvável. A fala de Vanderlan já dá de barato que Iris estará no segundo turno. Iris, que vem realizando uma boa gestão, mas sem maiores inovações, deve sim ser o candidato do partido à reeleição. Mas o velho líder não é imbatível. Pesquisas mostram que o eleitorado pode apoiar um projeto novo, com novas propostas.

GRAVIDEZ PRECOCE
A campanha da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, denominada “Tudo tem seu tempo: adolescência primeiro, gravidez depois”, recebe muitas críticas de oposicionistas do governo federal. Mas em sã consciência, quem é a favor de uma menina começar a vida sexual aos 10, 11 ou 12 anos e, como consequência, engravidar?

PROBLEMA SOCIAL
A campanha, que terá custo de R$ 3,5 milhões, com foco nos adolescentes de duas faixas etárias, de 15 a 19 anos e abaixo de 15 anos, não menciona o uso de camisinha ou de qualquer método contraceptivo. A ideia é promover o que a ministra chamou de “reflexão”. Gravidez precoce é um grave problema social. A estimativa é que em Goiás, todos os dias, 40 jovens se tornam mães. A maioria dessas gravidezes não é planejada. A campanha pode até ter equívocos na forma, mas a grita contra a ministra é uma posição retrógrada, puramente ideológica contra o governo Bolsonaro, em vez de avançada, como os críticos querem fazer acreditar.

EQUÍVOCO
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) errou ao falar em reeleição em 2022. Muito cedo. Esquece que primeiro tem de trabalhar, mostrar resultados (que já começam a aparecer na economia) e só então partir pra política eleitoral no momento certo. Ao se lançar com tamanha antecipação, ele açula os adversários e cria um ambiente hostil à própria gestão. Bolsonaro representa, para milhões de brasileiros, esperança de uma prática política diferente. Mas não é isso que tem acontecido.

MEIO AMBIENTE
Os deputados estaduais Gustavo Sebba (PSDB) e Paulo Trabalho (PSL) apresentaram na Assembleia Legislativa dois projetos de lei que alteram o Código Tributário para conceder isenção de IPVA a veículos elétricos. Na justificativa, eles argumentam que a medida já vem sendo adotada por outras unidades federativas e que significa a “adoção de uma política pública que contribuirá com o meio ambiente ecologicamente equilibrado, visando, sempre, a qualidade de vida da população”. Carro elétrico não polui e merece mesmo ser incentivado.

DESAFIO ACEITO
Na briga de Bolsonaro com os governadores sobre redução de impostos do combustível, Ronaldo Caiado (DEM) disse que topa o desafio presidencial. Caiado quer uma reunião entre os governadores e o presidente para debater a redução do ICMS. Em rede social, o democrata disse que “leva adiante a proposta”. Mas é bom lembrar: Goiás arrecadou mais de R$ 4 bilhões só com o ICMS do combustível em 2019.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Capital

Protegido: ELEIÇÕES 2020 | Caiado articula, base de Iris na Câmara chega a 30 vereadores com novas filiações e Paulo Ortegal deve ocupar vaga de vice em chapa MDB/DEM

Publicado

em

Por

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Continue Lendo

Capital

Protegido: ELEIÇÕES 2020 | Caiado articula, base de Iris na Câmara chega a 30 vereadores com novas filiações e Paulo Ortegal deve ocupar vaga de vice em chapa MDB/DEM

Publicado

em

Por

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Continue Lendo