Conecte-se conosco

Estado

VacinAção: Goiânia lança programa para reforçar imunização dos goianienses contra a Covid-19

Publicado

em

A Prefeitura de Goiânia lançou nesta sexta-feira (3/12) o VacinAção, programa que tem parceria com o setor produtivo e visa aumentar a imunização dos moradores da capital contra a Covid-19. O programa prevê várias ações diferentes que visam buscar aquelas pessoas que já estão aptas, mas ainda não se vacinaram. 

A ideia é levar a vacina para as praças, terminais de ônibus, centros comerciais de rua com grande circulação de pessoas como a 44, shoppings, grandes empresas, ou seja, chegar ao máximo de pessoas possíveis até o dia 22 de dezembro. Três vans, devidamente plotadas, serão usadas na vacinação itinerante a partir deste sábado (4/12). Vão levar vacina aos bairros mais distantes, locais abertos, como praças e ruas. 

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, reforça a importância do setor empresarial para o sucesso da ação. “É com grande alegria que anuncio o lançamento deste programa, por meio do qual faremos o que mais gostamos, que é cuidar das pessoas. Me orgulha muito poder contar com os empresários, com as empresas, também com a imprensa, todos têm nos ajudado bastante nessa missão”, reforça o prefeito.

“Nesta quinta-feira uma equipe da Secretaria de Saúde de Goiânia já esteve na Ceasa e só de primeira dose vacinou 178 pessoas, ou seja, pessoas que já poderiam, mas ainda não tinham tomado a primeira dose. Esse é um pequeno exemplo do que faremos neste mês de dezembro e para que tenhamos êxito é preciso que a população caminhe conosco, precisamos da participação  de todos, os setor produtivo já está ao nosso lado”, conclama o secretário de Saúde de Goiânia, Durval Pedroso. 

O secretário lembra que a ação coincide com um cenário de quarta onda da pandemia de Covid-19 em meio a nova variante Ômicron. “Goiânia não tem nenhum caso com essa nova variante. Mas, em meio a uma preocupação mundial, com o aumento de infecções em diversos países, a imunização com segunda e terceira doses se torna ainda mais importante”, enfatiza o secretário.  

Balanço vacinação em Goiânia

Total de doses recebidas (D1, D2 e D3): 2.246.778

Total de doses aplicadas: 2.206.869 (D1, D2 + REFORÇO)

Primeira dose: 1.114.952 equivalente a 85,8% da população acima de 12 anos

Segunda dose e dose única: 931.660, equivalente a 71,7% da população acima de 12 anos

Reforço: 160.257 doses aplicadas


Confira abaixo onde as vans estarão até o dia 22 de dezembro:

https://www.goiania.go.gov.br/wp-content/uploads/2021/12/Cronograma-de-Vacinacao-Itinerante-DEZEMBRO.pdf

Sirlene Mendonça, da editoria de Saúde

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estado

Protegido: GOYAZ 20/01/2022

Publicado

em

Por

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Continue Lendo

Estado

Brasileiros descobrem molécula que pode combater o câncer

Publicado

em

Por

Viva a ciência brasileira! Pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) encontraram uma molécula inédita que pode contribuir no combate ao câncer.

Outra ótima notícia é que essa molécula é seletiva, ou seja, ela age mais sobre as células tumorais do que sobre as células saudáveis – diferentemente da quimioterapia, que apesar de eficaz, acaba impactando nas células saudáveis e causando efeitos colaterais.

A pesquisa pretende desenvolver tratamentos mais saudáveis para o nosso organismo e claro, a cura para a segunda maior causa de mortes do mundo.

Molécula tem capacidade de eliminar células do câncer

A descoberta faz parte do estudo realizado pelos pesquisadores do Programa de Pós Graduação em Genética e Bioquímica pela UFU.

A molécula inédita é de um complexo de cobre e apresenta seletividade e capacidade de morte celular.

Os testes foram realizados em laboratório, a partir de células tumorais de humanos e de camundongos. O complexo de cobre mostrou ser capaz de induzir a produção de um outro tipo de molécula, chamadas espécies reativas de oxigênio.

As reativas de oxigênio conseguiram atingir as células tumorais, danificando seu DNA. Os prejuízos foram tão severos que as células cancerosas entraram em um processo de morte celular programada, chamado tecnicamente de apoptose.

Nas próximas fases do estudo, os pesquisadores pretendem desenvolver mecanismos em que a molécula descoberta será colocada dentro de nanocápsulas, ou seja, que vire um medicamento.

Continue Lendo