Conecte-se conosco

Esportes

Vila pega o Brusque na tarde desta quarta-feira com transmissão para TV em rede nacional. Saiba tudo

Publicado

em

Rivais na última edição da Série C, Vila Nova e Brusque se reencontram na Série B do Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira, no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia. A bola rola às 16h (de Brasília).

Os dois times chegam na 13ª rodada no meio da tabela. O Vila, com 14 pontos, está na 12ª colocação e tenta vencer a primeira partida em seu estádio. Até agora foram quatro jogos e quatro vitórias no OBA. O único resultado positivo como mandante foi conquistado em Aparecida de Goiânia, contra o CSA.

Já o Brusque, que vinha de uma sequência de três derrotas seguidas, voltou a vencer na virada de 2 a 1 sobre o Botafogo, chegou aos 16 pontos e subiu para a 10ª posição. O Quadricolor quer buscar uma nova vitória para se distanciar ainda mais do Z-4.

Transmissão: SporTV e Premiere, com narração de Linhares Júnior e comentários de Fabiola Andrade.

Vila Nova – Técnico: Higo Magalhães

O treinador colorado conta com os retornos de Renato e Arthur Rezende, que cumpriram suspensão. O volante Deivid, que estava machucado, também pode voltar. Resta saber se Higo manterá ou não o esquema com três atacantes.

Provável escalação: Georgemy; Danilo Belão, Rafael Donato, Renato e Willian Formiga; Dudu, Arthur Rezende e Renan Mota (Cássio Gabriel); Kelvin, Clayton (Henan) e Alesson.
Quem está fora: Alan Grafite (suspenso).

Pendurados: Dudu.

Brusque – Técnico: Jerson Testoni

O comandante do Quadricolor não poderá repetir a escalação que venceu o Botafogo. Ianson saiu lesionado ainda no primeiro e fica fora por tempo indeterminado após contusão óssea. Claudinho deve assumir a posição. Já Gabriel Taliari, que entrou no segundo tempo e também precisou ser substituído, sofreu uma ruptura no ligamento cruzado e vai desfalcar o time por até nove meses.

Provável escalação: Zé Carlos (Ruan Carneiro); João Carlos, Claudinho, Alemão e Airton; Zé Mateus, Rodolfo Potiguar e Garcez; Bruno Alves, Thiago Alagoano e Edu.
Quem está fora: Ianson e Gabriel Taliari (lesão); Juliano (pubeíte); Marco Antônio, Edilson e Jonh Cley (transição).

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Hortência vai as lágrimas com estreia do filho nas Olimpíadas de Tóquio: “Sei o quanto ele lutou”

Publicado

em

Por

O primeiro dia do hipismo adestramento nas Olimpíadas de Tóquio contou com a estreia de João Victor Oliva, filho de Hortência. Participando da transmissão da TV Globo, a rainha do basquete não escondeu a emoção após o fim da exibição

Na hora que terminou, ele abraçou o cavalo e começou a sorrir, eu já fiquei mais tranquila. Independente de tudo, ele se sentiu bem e está feliz com o que fez no momento. Eu choro à toa, fico feliz, muito, sei o tanto que ele lutou pra poder classificar esse cavalo em cima da hora. Estou feliz porque ele saiu sorrindo. Estou louca pra falar com ele – disse.

Hortência vibrou bastante e disse que, pela cara de João, ele estava satisfeito com o desempenho. Ele havia se classificado para os Jogos no ano passado, mas teve o cavalo vendido e precisou atuar novamente para garantir a vaga no conjunto, agora com o cavalo Escorial Horsecampline.

João Victor foi o primeiro a se apresentar e fez 70,419 pontos, marca que o deixou na quinta colocação do Grupo A, com situação complicada para ir à final e disputar medalha.
Avançam de forma direta os dois primeiros colocados de cada grupo. Entre os restantes, os que tiverem as seis melhores pontuações também se classificam.

Continue Lendo

Esportes

Zanetti e Caio ficam perto das finais da ginástica, e Uchimura cai nas Olimpíadas

Publicado

em

Por

Arthur Zanetti abriu o sorriso largo quando recebeu a nota: 14,900 pontos. Era a certeza de que vai brigar pela terceira medalha em Olimpíadas, embora ainda tenha de esperar mais um grupo de rivais se apresentarem nas classificatórias da ginástica artística, neste sábado.

O ginasta de 31 anos foi o destaque do Brasil em Tóquio, e Caio Souza também voou no salto, ficando também bem perto da final do aparelho e do individual geral.

Zanetti está na terceira posição das argolas. Caio é o quarto colocado do salto e o nono colocado no páreo do individual geral, considerando o limite de dois ginastas por país nas finais.

Zanetti está na terceira posição das argolas. Caio é o quarto colocado do salto e o nono colocado no páreo do individual geral, considerando o limite de dois ginastas por país nas finais.

Zanetti está na terceira posição das argolas. Caio é o quarto colocado do salto e o nono colocado no páreo do individual geral, considerando o limite de dois ginastas por país nas finais.

Continue Lendo