Conecte-se conosco

Capital

Vila vence Manaus de virada e se consolida no G-4 de Série C

Publicado

em

Na noite desta segunda-feira (12) o Vila Nova recebeu o Manaus no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em partida válida pela 10° rodada da Série C do Campeonato Brasileiro e venceu por 2 a 1, de virada. Hamilton, Henan e Rafhael Lucas marcaram os gols da partida. No primeiro tempo a defesa do Vila sofreu com as bolas áreas que levaram perigo ao gol defendido por Fabrício. Aos 15 minutos Patrick fez um cruzamento para Hamilton que de cabeça abriu o placar no OBA.

Nos acréscimos, Biancucchi foi derrubado dentro da área, a arbitragem marcou pênalti e Henan cobrou com categoria, deslocou o goleiro Jonathan e deixou tudo igual no marcador. Na etapa final Rafhael Lucas saiu do banco de reservas para virar o jogo para o Tigre. Aos 31, Celsinho cruzou a bola na medida para o camisa 49 completar para o fundo das redes. Na sequência Rafhael Lucas recebeu dois cartões amarelos em menos de cinco minutos e foi expulso da partida. Mesmo jogando um jogador a menos, o Vila Nova conseguiu segurar o resultado e garantiu mais três pontos na Série C. Com o triunfo o Tigre segue na vice-liderança do Grupo A com 19 pontos. O Manaus caiu para a sétima posição com 11 pontos somados.

Fonte: Sagres Online. https://sagresonline.com.br/de-virada-vila-nova-vence-o-manaus-e-garante-pernanencia-na-vice-lideranca-da-serie-c/ .

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Capital

Média de pesquisas eleitorais realizada em Goiânia mostra cenário incerto

Publicado

em

Por

Ao somar as 7 pesquisas eleitorais realizadas em Goiânia por 5 institutos de pesquisa diferentes, desde o início da campanha eleitoral, aponta o resultado da média, e indica, empate técnico numa disputa acirrada entre Vanderlan Cardoso (PSD) e Maguito Vilela (MDB) – com indicação de segundo turno. Adriana Accorsi (PT), em tendência de crescimento.

Os institutos Ibope, Serpes, Grupom, Sagres e Real Big Data, realizaram, somando todos, um total de 7 pesquisas eleitorais. A média das intenções de votos ficou assim:

Vanderlan Cardoso (24,7%)
Maguito Vilela (21,1%)
Adriana Accorsi (11,24%)
Indecisos (12,3%)

A média dos indecisos soma 12,3% das intenções de votos em Goiânia. É um índice que mostra a relevância destes eleitores em Goiânia e o candidato(a) que conseguir obter a maior parcela disponível dos votos dos indecisos pode chegar com maior força no primeiro turno. No caso de Vanderlan e Maguito, o que conseguir angariar mais votos desta parcela dos indecisos, pode chegar ao primeiro turno na primeira colocação.

Análise

A média dos resultados das 7 pesquisas eleitorais em Goiânia realizada por 5 institutos diferentes de pesquisa eleitoral, aponta um cenário incerto e que os candidatos ainda precisam considerar todas as formas de apoio, sem menosprezar espaços na agenda. Ao que tudo indica, será uma eleição disputada até o último voto. Em caso de segundo turno entre Vanderlan e Maguito, um hipotético apoio de Adriana Accorsi a um dos dois candidatos poderá ser de grande importância no resultado após a apuração final dos votos.

Continue Lendo

Capital

Ministério Público apresenta denúncia contra empresa de embalagens por fraude fiscal de R$ 10 milhões. Ação do Promotor Fernando Krebs

Publicado

em

Por

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) denunciou o empresário Wellington Medeiros Carneiro, administrador da Plastic Embalagens, que funciona no Jardim Atlântico, em Goiânia, por não ter recolhido o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) devido, por 11 vezes, entre outubro e dezembro de 2014 e janeiro a agosto de 2015, num total de R$ 10.269.522,99.

Conforme apurado pelo fisco estadual, Wellington Carneiro deixou de promover mensalmente a escrituração fiscal das operações de mercadorias realizadas em nome da empresa. As omissões e as fraudes à fiscalização foram descobertas em ação fiscal realizada pela Receita Estadual, na qual ficou constatado que o denunciado deixou de registrar as notas fiscais de saída nos livros exigidos por lei. Apurados os fatos, os valores de ICMS suprimidos foram lançados em auto de infração. O promotor de Justiça Fernando Krebs, autor da denúncia, esclarece que o crédito tributário encontra-se constituído e inscrito em dívida ativa.

A pena pelos crimes contra a ordem tributária praticados por particulares têm pena de detenção de seis meses a dois anos e multa. Os delitos praticados estão combinados com o artigo 8° da Lei 8.137/1990, que prevê que a pena de multa seja fixada entre 10 e 360 dias-multa, conforme seja necessário e suficiente para reprovação e prevenção do crime, com incidência da causa especial de aumento de pena prevista na norma, em seu artigo 12°. Além da condenação pela sonegação fiscal, foi requerida a reparação dos danos decorrentes dos crimes.

Continue Lendo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com