Conecte-se conosco

Mundo

VÍDEO | Cena raríssima: Boeing 747 a 35 mil pés ultrapassando um 737 a 33 mil pés. Filmagem feita de um Boeing 777

Publicado

em

Uma cena rara ganhou a web e viralizou. No vídeo é possível observar a ultrapassagem de Boings, sobrevoando no mesmo espaço aéreo

VIRALIZOU | Cena raríssima: Boeing 747 a 35 mil pés ultrapassando um 737 a 33 mil pés. Filmagem feita de um Boeing 777. Lugar e hora certas para registrar um momento incrível

https://twitter.com/JornalGoyaz/status/1204463036582580229?s=19

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Bachelet alerta na ONU perigo crescente no Brasil por falta de espaço na sociedade civil

Publicado

em

Por

Discurso de Michelle Bachelet marcou abertura do Conselho de Direitos Humanos da ONU

Ela denunciou a crise em cerca de 30 países. Brasil mereceu destaque por ataques contra jornalistas e ativistas de direitos humanos

Bachelet também denunciou desmonte de espaço para a sociedade civil no Brasil

A alta comissária da ONU para Direitos Humanos, Michelle Bachelet, alertou para o crescente envolvimento militar nos assuntos públicos no Brasil. Num discurso de abertura no Conselho de Direitos Humanos da ONU, nesta segunda-feira em Genebra, a chilena ainda denunciou os ataques contra ativistas e jornalistas no país e o desmonte de mecanismos de participação da sociedade civil na formulação de políticas públicas. Seu discurso listou cerca de 30 países com graves situações de direitos humanos. Além do Brasil, ela atacou a abusos na Venezuela, China, Arábia Saudita, Mianmar, Síria, Belarus, Líbano, EUA, Polônia e outros locais do mundo.

No Brasil, estamos recebendo relatos de violência rural e despejos de comunidades sem terra, bem como ataques a defensores dos direitos humanos e jornalistas, com pelo menos 10 assassinatos de defensores dos direitos humanos confirmados este ano”, denunciou a ex-presidente do Chile.

Em outro trecho de seu discurso e falando de uma forma mais geral sobre o continente americano, ela indicou que “um número alarmante de defensores dos direitos humanos e jornalistas continua a ser intimidado, atacado e morto – particularmente aqueles dedicados a proteger o meio ambiente e os direitos da terra”

Apelo a todos os governos para que se abstenham de desacreditar os defensores dos direitos humanos e os jornalistas, colocando-os em maior risco de ataques. Encorajo investigações decisivas e processos judiciais contra os perpetradores”, destacou. … – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/colunas/jamil-chade/2020/09/14/onu-denuncia-crescente-envolvimento-militar-em-assuntos-publicos-no-brasil.htm?uol_app=uolnoticias&cmpid=copiaecola

Continue Lendo

Mundo

Trump assume que tentou esconder gravidade do coronavírus da população

Publicado

em

Por

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, admitiu que tentou diminuir a relevância do novo coronavírus. A declaração foi dada ao jornalista Bob Woodward, autor do livro ‘Rage’, que será lançado na próxima semana. O conteúdo foi divulgado pelo jornal The Washington Post e pelo canal norte-americano CNN, que tiveram acesso ao livro.

O autor afirma que falou com Trump em 7 de fevereiro, dez dias depois de o presidente saber que a questão da Covid-19 era gravíssima. Na ocasião, o republicano descreveu que o vírus era passado pelo ar. “Isso é muito complicado. Isso é muito delicado. É também algo muito mais mortal do que uma gripe forte. Isso é mortal”, disse.

A declaração foi divulgada em áudio pelos veículos norte-americanos. Mas, ao mesmo tempo, para a população dos Estados Unidos, o presidente dizia que não havia motivos para se preocupar.

Em 19 de março, Trump voltou a falar com Bob Woodward e disse que a situação era ainda pior que ele esperava. “Agora está sendo revelado que não só pessoas idosas, Bob. Só hoje e ontem alguns fatos vieram à tona. Pessoas jovens também, muitas pessoas jovens”, explicou na ocasião.

Em seguida, Donald Trump admitiu: “Sempre quis minimizar. Ainda prefiro minimizar, porque não quero criar pânico”.

O autor ainda revelou que, em uma reunião na Casa Branca, em 28 de janeiro, o conselheiro de segurança nacional, Roberto O’Brien, disse a Trump que essa seria “a maior ameaça à segurança nacional que você vai enfrentar”.

Bob Woodward revelou que entre entrevistou Donald Trump 18 vezes para escrever o livro. Todas as conversas foram gravadas com consentimento do presidente dos Estados Unidos. O jornalista é o responsável por revelar o caso Watergate.

Continue Lendo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com